Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela

Conteúdo em Libras

Texto em Português

No último sábado (21), aconteceu em apresentação única, a peça teatral “A verdade” no Colégio Adventista no bairro da Liberdade, em São Paulo. O diretor surdo, Pr. Douglas Silva, e a ouvinte Silvana Cazonato, líderes do Ministério dos Surdos na região central da cidade, trouxeram um roteiro inédito com representação em Libras, e acessibilidade para os ouvintes presentes com intérprete em Português.

“A Verdade” conta a história do início da Igreja Adventista do Sétimo Dia e o Ministério dos Surdos (1860), revelando a trajetória de William Miller, Ellen White e Eliphalet Kimball (primeiro missionário adventista surdo) que propagaram o evangelho missionário ao redor do mundo. Introduzindo a comunidade surda a cerca da percepção de como Deus influenciou a vida de Kimball para levar as verdades bíblicas a eles.

Foto: Nathalia Oliveira

Foto: Nathalia Henrique

“Foi muito bom assumir a responsabilidade de atuar no papel da personagem Ellen White. Me emocionei em todas as cenas que foram apresentadas”, comenta Joyce Alves.

O elenco contou com a participação de 23 surdos e 3 intérpretes, como protagonistas Ulisses Chimello, surdo que atuou como Eliphalet Kimball (pioneiro surdo adventista), Joyce Alves, surda como Ellen White (fundadora da Igreja Adventista do Sétimo Dia), e Marcos Oliveira como William Miller (pioneiro da mensagem do advento, mas que não chegou a fazer parte da Igreja Adventista do Sétimo Dia, por ter falecido antes da igreja ter se tornado oficial).

“Nós somos uma equipe muito unida, nos preocupamos uns com os outros, tanto que, não sentimos as diferenças entre uns serem surdos e outros ouvintes, somos bons amigos”, afirma Pr. Douglas.

Por Cintia Alves

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+