Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela

Conteúdo em Libras

Texto em Português

Aspectos referentes ao espaço escolar são pouco estudados no âmbito da tradução e interpretação da Libras/Português. Contudo, é um assunto muito importante e pode ser determinante nas relações estabelecidas em sala de aula.

Primeiramente, conceituaremos espaço físico de sala de aula aquele em que se desenvolve toda a relação ensino e aprendizagem. Sendo assim, é o ambiente onde o professor desenvolverá os conteúdos com seus alunos em prol da construção do conhecimento. Esse espaço não tem, necessariamente, uma localização fixa, ou seja, pode ser dentro do ambiente escolar ou fora dele.

Cada professor pode ter uma forma diferente de organizar o espaço da sala de aula: alguns organizam as carteiras em círculos, ou semicírculos, outros organizam em fileiras e colunas, ou ainda, em grupos. Diante das diferentes possibilidades de organizações, é importante que o Tils saiba qual deve ser o seu lugar no ambiente. Assim, trazemos algumas dicas importantes que precisam ser observadas pelo profissional da tradução e interpretação de língua de sinais:

  1. Sempre que o Tils for ocupar um lugar no ambiente em que tenham alunos surdos, deve observar se estes conseguem vê-lo sem obstáculos, principalmente se estiver sentado.
  2. É recomendável que o Tils fique na frente da sala, do lado direito ou esquerdo. Não ao lado do professor ou muito próximo a ele, pois, isso pode interferir na mobilidade dele na sala, salvo nos casos em que a turma está organizada em círculos, grupos ou em situações específicas.
  3. É importante que o Tils fique atento para não se posicionar em locais do ambiente que sejam de passagem das pessoas, como por exemplo, perto da porta ou junto à lousa. Assim, é interessante conversar com o professor e os alunos surdos para que se decida qual é o melhor lugar para o Tils.
  4. É de suma importância não ficar ao lado do aluno, pois isso, na maioria das vezes, causa alta dependência por parte do surdo, o que prejudicará substancialmente o seu desenvolvimento. Recomenda-se que o Tils esteja, no mínimo, a um metro de distância do aluno para o qual está interpretando. Isso se deve ao fato de que esta é uma distância razoável para se estabelecer uma comunicação que é de modalidade visual espacial.
  5. O Tils deve acompanhar as atividades dos surdos em todos os ambientes propostos pelos professores, salvo no intervalo, que se configura como espaço de descanso do profissional.

O espaço da sala de aula é o lugar onde o professor, o Tils e os alunos passarão grande parte de seu tempo, portanto, deve ser bem organizado para que se efetive a aprendizagem e o aluno consiga aproveitar bem a aula.

Nas próximas edições da Revista D+, traremos mais informações sobre as competências e aspectos inerentes à profissão de tradutor/intérprete de língua de sinais. Caso você tenha dúvidas, perguntas e sugestões para enriquecer esta seção, entre em contato conosco pelo e-mail tilsdmais@gmail.com.

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+