Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
Dia 14 de outubro de 2015 | Por Brenda Cruz | Sobre Esporte e Notícias

Conteúdo em Libras

Texto em Português

A atleta Silvana Chimionato, cega, e sua guia, Maira Nogueira, conquistaram a medalha de ouro na disputa da primeira etapa da Copa Brasil de Paraciclismo, que aconteceu neste final de semana, em Brasília-DF. Com o resultado, a ciclista deficiente visual assumiu a liderança no ranking geral da competição e deu o primeiro passo na busca pela vaga nos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

“Foi um grande resultado para nós. Estava um pouco nervosa no início, pois é a primeira vez que começo disputando uma competição desse nível desde a primeira etapa. Felizmente, a Maira e eu logo conseguimos impor o nosso ritmo e garantimos um bom desempenho. Estamos muito felizes e agora é concentrar para manter esse aproveitamento na próxima etapa”, comenta Silvana.

Em uma disputa equilibrada, a atleta Scott começou logo subindo ao pódio ao conquistar a terceira posição na prova Contra-Relógio, no sábado. No domingo, quando voltou à pista, a atleta superou as adversidades da pista, o clima quente e a experiência das adversárias para terminar a corrida na primeira posição.

“A disputa estava bastante equilibrada e o calor era forte lá em Brasília. Imagina que são 16 atletas buscando os três primeiros lugares para garantir a vaga paralímpica. Todos se conhecem, sabem seus pontos fortes e fracos. Nós chegamos, aos poucos fomos colocando nosso estilo forte e atacando quando era necessário. Acredito que isso foi fundamental para conquistar essa vitória”, analisa a atleta.

Sobre o resultado, a ciclista de 44 anos não conteve a animação ao comentar sua primeira medalha na Copa Brasil de Paraciclismo.

“Estou muito contente e ainda mais confiante. Agora o objetivo vai além da vaga olímpica. Queremos ir atrás do Mundial, da Copa do Mundo e até do Parapan, no Canadá. Ainda existem vagas abertas e pode ter certeza que vamos treinar bastante para entrar forte e buscar um ‘lugarzinho’ nessas disputas”, finaliza

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+