Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Bateria do Instituto (1)
Dia 6 de novembro de 2018 | Por veronicajessica | Sobre Cultura e Música e Notícias
Banner intérprete (2)

Rio de Janeiro, 31 de outubro de 2018 – A Bateria do Instituto TIM está de volta. Na etapa 2018/2019 são 50 vagas para o aprendizado de instrumentos de percussão que fazem parte de uma bateria de escola de samba. As aulas começam já no próximo sábado, dia 3 de novembro, e acontecem até junho do próximo ano. Criado em 2010, o projeto que estimula a inclusão de crianças, jovens e adultos com alguma deficiência já atendeu a mais de 300 pessoas e, desde 2013, acontece na sede do Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca.

 “A Bateria do Instituto TIM é a continuidade de uma iniciativa que apoiamos por mais de dez anos e que beneficiou mais de 20 mil jovens. Nos últimos anos, alinhada à missão do Instituto TIM, a Bateria reforçou sua pluralidade, o que contribuiu para um ambiente musical ainda mais rico e inovador. Acreditamos que a diversidade também é origem de soluções inovadoras, como no caso da metodologia de ensino de música para pessoas surdas, utilizada no projeto”, explica Glória Rubião, Gerente de Responsabilidade Social Corporativa da TIM Brasil.

Para comandar a bateria e auxiliar os jovens no aprendizado, o escolhido foi Carlos Henrique da Silva Vicente ou, como é conhecido, Mestre Mangueirinha, diretor do Cordão do Boitatá e fundador do Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Mirim Herdeiros da Vila.

“A música está presente em nosso cotidiano, sempre evocando emoções distintas, mas, durante a aula, o único sentimento que emana em todos os envolvidos é a felicidade. Quando as crianças entram ali ninguém enxerga deficiência nenhuma e a sensação que temos que é que estamos flutuando em meio ao oceano. Eu aprendo mais com eles do que eles comigo. É uma lição de vida”, define Mangueirinha.

Além dele, a equipe é formada por seis músicos monitores e uma intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Uma das ferramentas utilizadas para o ensino da música é “O Passo”, criada por Lucas Ciavatta, com o objetivo de encontrar alternativas de ensino de música para surdos.

SERVIÇO:

Local das Aulas: Centro da Música Carioca Artur da Távola

Início: 03 de novembro

Dia e Horário: Sábados das 10h às 12h

Inscrições e informações: (21) 3238-3831/3238-3880

Sobre a Bateria do Instituto TIM

A Bateria do Instituto TIM foi constituída em 2010 numa parceria entre a TIM e o Centro Educacional Pilar Velasquez, escola municipal especializada na formação de alunos surdos na zona norte do Rio de Janeiro. A escola sediou os ensaios da bateria por dois anos. Em 2012, o Centro Educacional Pilar Velasques encerrou suas atividades e para dar continuidade à ação, a TIM estabeleceu nova parceria com o Instituto Nacional de Educação para Surdos (INES) até final daquele ano.

A partir de 2013, o Centro da Música Carioca Artur da Távola passou a abrigar o projeto que, além de ser direcionado às crianças e jovens surdos, também incluiu ouvintes e participantes com outras deficiências, ou sem qualquer deficiência. O objetivo é mostrar que é possível fazer uma integração das diferenças numa grande festa percussiva, regada às batidas tradicionais das baterias cariocas e outros ritmos brasileiros.

Bateria do Instituto (3)

Posts Relacionados

Assine a Revista D+