Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
47f54bc01cc24557a25866071cde5e69
Dia 18 de fevereiro de 2020 | Por Jessica Carecho | Sobre Notícias

Evento terminou no domingo, 16, e contou com a participação de sete atletas brasileiros.

O gaúcho Jovane Guissone ganhou a medalha de ouro na etapa da Hungria da Copa do Mundo de esgrima em cadeira de rodas. O evento aconteceuna cidade de Egere foi concluído no domingo, 16/02.Jovane faturou ouro na espada, categoria B (integrada por atletas com paraplegia), mesma prova em que foi campeão paralímpico em Londres 2012. O pódio foi completado pelo francês Yannick Ifebe e o russo Alexander Kurzin, com prata e bronze, respectivamente. O placar da final foi de 15 a 8 para o brasileiro.

Natural de Barros Cassal, no Rio Grande do Sul, Jovane tem uma lesão medular causada por disparo de arma de fogo durante um assalto, em 2005. Atualmente, o gaúcho ocupa a segunda colocação no ranking mundial na espada, atrás apenas do britânico Dimitri Coutya. Na prova do florete, realizada na quinta-feira, 13, ele ficou na nona colocação. Essa etapa da Copa do Mundo soma pontos para o ranking classificatório para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Já a gaúcha Mônica Santos faturou a medalha de bronze no florete, também na categoria B, no sábado, 15, último dia de disputas no individual. Mônica terminou a fase qualificatória na 2ª colocação e se garantiu na chave principal. Na semifinal, foi dominada pela russa Viktoria Boykova e perdeu por 15 a 2. Com a derrota, a brasileira ficou com a medalha de bronze da competição. A campeã foi a tailandesa Saysunee Jana. A russa Viktoria Boykova ficou com a prata e a italiana Beatrice Vio ficou com ooutro bronze.Natural de Santo Antônio da Patrulha, no Rio Grande do Sul, Mônica perdeu o movimento das pernas em 2002 por conta de um angioma medular que se manifestou durante a gravidez.
Sete esgrimistas brasileiros foram convocados para o evento: Alex Sandro Souza (categoria A), Carminha Oliveira (categoria A), Fabiana Soares (categoria A), Jovane Guissone (categoria B), Moacir Ribeiro (categoria A), Monica Santos (categoria B) e Vanderson Chaves (categoria B). A categoria A é composta por atletas com deficiências físicas mais leves, como amputação ou lesão medular baixa.

A próxima etapa da Copa do Mundo será no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, entre os dias 11 e 14 de março. No mês de julho, a terceira etapa acontece em Warsaw, na Polônia. Por fim, a última etapa da Copa do Mundo será em Pisa, na Itália, no mês de novembro.

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+