Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela

Os Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019 se encerraram neste domingo, 1º de setembro, e entram para a história como o que o Brasil mais conquistas acumulou. Após nove dias de competição, nossos atletas chegaram à inédita marca de 308 medalhas, entre as quais 124 de ouro, 99 de prata e 85 de bronze. Nunca nenhum país somou tantas vitórias em uma única edição de Parapan.

O último pódio do Brasil nos Jogos Parapan-Americanos de Lima veio com o paulista Lauro Chaman. Ele foi ouro na prova de resistência no ciclismo de estrada. É a terceira medalha dele em Lima – já havia conquistado um ouro na perseguição individual de pista e uma prata no contrarrelógio de estrada.

O cearense Maciel Santos, da bocha, campeão individual na classe BC2, e prata por equipes em Lima, foi o porta-bandeira brasileiro neste domingo, no Estádio de Atletismo da Videna (Vila Deportiva Nacional), no encerramento dos Jogos, na noite do domingo.

O Brasil deixa Lima como primeiro colocado no geral, com o dobro de campeões do segundo colocado no quadro de medalhas. Os Estados Unidos foram os vice-campeões na capital peruana com 57 ouros entre 182 no total. Apenas dois à frente do México, terceiro colocado, com 55 de 158.

Ao todo, 512 integrantes compuseram a missão brasileira em Lima, sendo 337 atletas, entre os quais atletas-guias, calheiros, goleiros e pilotos, que não têm deficiência, de 23 estados e do Distrito Federal em 17 modalidades.

Fonte: Assessoria de Comunicação CPB

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+