Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Camarote Espaço da Cidade faz sucesso em acessibilidade na primeira noite de folia
Dia 10 de fevereiro de 2018 | Por Audrey Scheiner | Sobre Notícias
Banner intérprete (2)

Com o objetivo de proporcionar um carnaval para todos com alegria acessível, a DKS Eventos em parceria com a São Paulo Turismo (SPTuris) promove, pelo segundo ano consecutivo, ação que levará audiodescrição para o Espaço da Cidade (Prefeitura de São Paulo) e intérpretes de Libras, durante os desfiles das Escolas de Samba do grupo especial no Sambódromo do Anhembi.  Ontem foi o primeiro dia da ação, que terá continuidade hoje, 10, e também no desfile das campeãs, dia 16 de fevereiro.

Durante o carnaval no Anhembi, pessoas cegas, ou com baixa visão, recebem áudios transmissores que funcionam em todo o perímetro do camarote, de forma que podem transitar livremente pelo espaço sem perder nenhum detalhe da festa. Aqueles que não estiverem no Sambódromo poderão acompanhar todos os detalhes pelas redes sociais da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo (SMPCDSP).

Daniel Monteiro, advogado e ativista a favor da inclusão social da pessoa com deficiência.

Daniel Monteiro, advogado e ativista a favor da inclusão social da pessoa com deficiência

Daniel Monteiro, 31, advogado, é cego e acompanha o carnaval de SP há 10 anos e sente imensa satisfação com a acessibilidade disponível no camarote. “Finalmente isso foi concretizado. Estou feliz que esse é o segundo ano que a organização do evento está fazendo crescer esse recurso de audiodescrição. Chegamos na posição de mostrar que a pessoa com deficiência consome, curte o carnaval e está inserido”, afirma o advogado.

Também cega e participando da ação inclusiva do carnaval pela segunda vez, Magda Paiva, 41, secretária parlamentar da Dep. Federal Mara Gabrilli, relata que é maravilhoso saber os detalhes das fantasias e dos carros alegóricos como todas as pessoas. “Sentir-se de igual para igual com todo mundo é incrível. E isso tem que se ampliar cada vez mais”, enfatiza a secretária com empolgação.

Em sua segunda vez no camarote, Magda relata que se sente feliz em ter o mesmo conhecimento dos detalhes da festa com a audiodescrição como todas as pessoas

Em sua segunda vez no camarote, Magda relata que se sente feliz em ter o mesmo conhecimento dos detalhes da festa com a audiodescrição como todas as pessoas

Já os foliões surdos poderão acompanhar as traduções das músicas em Libras por meio de telões e também terão suporte com intérpretes disponíveis durante todo o evento. Vinícius Schaefer, 34, surdo e Assessor da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, relata que a SMPCDSP se preocupa com a comunidade surda e com as demais pessoas com deficiência. “É uma troca que temos entre pessoas com deficiência e o governo. Vamos construindo para que isso melhore cada vez mais. Queria agradecer ao Cid Torquato por se preocupar sempre com a comunidade surda. Carnaval é inclusão e acho ótimo estarmos inseridos”.

Vinicius te o sonho de ver a comunidade surda na avenida

Vinicius te o sonho de ver a comunidade surda na avenida

Vinicius comenta também que sonha em ver surdos participando das alegorias das escolas de samba. “Isso poderia acontecer, por que não? Adoraria ver os surdos fazendo Libras na avenida e sentir a vibração que é participar ativamente do carnaval”.

Por um sambódromo mais acessível

“Poder contribuir com uma experiência única onde nosso time fará com que todas as pessoas tenham a oportunidade de participar de corpo e alma do carnaval, por meio da audiodescrição. Nossos intérpretes estarão em uma cabine bem localizada, onde passarão detalhes únicos dos carros alegóricos, das fantasias, do entusiasmo dos participantes do desfile e da energia da plateia”, afirma Daniel Klein, diretor da DKS Eventos.

Com isso, os convidados do Camarote da Cidade poderão experimentar este recurso de acessibilidade durante o desfile, obtendo uma nova percepção sensorial. “Pensar em uma experiência em um dos principais eventos do nosso país, faz com que possamos viver nossos valores virtuosos e o respeito pelas pessoas, nosso trabalho é pautado na integridade e nas relações humanas”, completa Daniel.

Thiago Dantas, diretor comercial da DKS Eventos

Thiago Dantas, diretor comercial da DKS Eventos

Segundo Thiago Dantas, 35, Diretor Comercial da DKS Eventos, o conceito de acessibilidade para o carnaval vem da importância e respeito que as outras pessoas tem para o publico com deficiência. “Queremos trazer felicidade para as pessoas em todas as plataformas, inclusive online. Em outros eventos, queremos promover isso também”, afirma.

Cid Torquato quer que todos os camarotes possuam esse sistema de acessibilidade que o Espaço da Cidade promove

Cid Torquato quer que todos os camarotes possuam esse sistema de acessibilidade que o Espaço da Cidade promove

Descontraído e sem esconder a alegria de estar curtindo o carnaval, o Secretário Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Cid Torquato, diz: “Nosso trabalho está rendendo frutos muito interessantes, não só no carnaval como no geral. Tem muita coisa subliminar e infraestrutural que não aparecem nas grandes mídias e isso aqui é um pouco do que fazemos. Quero que essa acessibilidade vire aplicativos para que qualquer pessoa em qualquer camarote possa curtir essa festa”.

Roberto Beleza, organizador de acessibilidade da SPTuris

Roberto Beleza, organizador de acessibilidade da SPTuris

Roberto Beleza, 59, assessor da presidência da SPTuris, é tetraplégico há 29 anos. “O meu trabalho aqui no Anhembi é fazer com que a acessibilidade seja concretizada de acordo com as necessidades de todas as pessoas com deficiência. A nossa função enquanto poder público é trazer condições para que todos os eventos da cidade se tornem inclusivos para todos”, relata o assessor.

Serviço

Camarote Espaço da Cidade

Sambódromo do Anhembi – Portão 26

Avenida Olavo Fontoura, 1209

10 e 16 de Fevereiro – 23h

Veja mais fotos da festa abaixo.

Posts Relacionados

Assine a Revista D+