Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Carnaval é um direito de todos!
Dia 5 de fevereiro de 2018 | Por Mayra Ribeiro | Sobre Cursos, Feiras & Eventos e Notícias
Banner intérprete (2)

“Se quiser ficar, eu fico, para beber mais uma com você…”. Esta foi a marcha que norteou o Bloco do Fico no último domingo (04/02). A concentração do trio elétrico com foco na inclusão social da pessoa com deficiência aconteceu das 14h às 16h na Rua Silva Bueno, no Ipiranga, em São Paulo. A partir desse horário, os foliões percorreram o bairro ao som de axés antigos e funks atuais. Na rua, crianças, jovens, adultos e idosos misturavam-se com um único objetivo: Aproveitar o Carnaval! Ao todo, 6 mil pessoas eram esperadas na festividade, sendo 600 delas com deficiência. O número estimado para a presença de pessoas com deficiência era o dobro de 2017.

“A inclusão social sempre existiu desde o início do bloco (2015). Mas, há dois anos é que estamos ganhando força”, afirma Tábata Queiroz, vice-presidente do Bloco do Fico.  O grupo começou a incentivar a participação das pessoas com deficiência na comemoração por conta da necessidade do bairro. “Temos muitas instituições voltadas à causa na região e ninguém olhava para elas. Então, passamos a incluí-las”, pontua. Ao longo do evento, entidades como Adefav, Instituto Padre Chico, Instituto Anhanguera e ADD marcaram presença. A marcha foi feita em parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e contou com os artistas Leão Lobo, Mamma Bruschetta e Ellen Roche como rainha do bloco.

“É a maior diversão, é loucura. Estar aqui dá uma emoção! É uma oportunidade de dançar”, revela Leonardo da Silva, de 13 anos, com deficiência visual. Essa foi a primeira vez que o garoto participou do bloco. Ele estava tão empolgado que até chegou a cantar no microfone do trio elétrico.

Já Lucinélia Souza, de 43 anos, com poliomielite, estava na comemoração pelo segundo ano consecutivo, mas a emoção ainda era a mesma de uma principiante. “Eu sempre gostei de Carnaval e quis vir porque nós precisamos sair às ruas para mostrar à sociedade que também somos capazes de curtir essa festa maravilhosa como qualquer outro ser humano.”. A dona de casa conheceu a iniciativa por meio de uma ONG.

Veja os melhores momentos da comemoração abaixo!DestaqueIMG_ 68454IMG_8655IMG_8657IMG_8662IMG_8663IMG_8668IMG_8671IMG_8690IMG_8697IMG_8703IMG_8707IMG_8721IMG_8724IMG_8731

Posts Relacionados

Assine a Revista D+