Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela

Conteúdo em Libras

Texto em Português

Com cerca de 130 mil surdos usuários de Libras no Estado, prefeitura lança serviço para mediar comunicação nos serviços públicos

Por Cintia Alves

Inaugurada a primeira CIL no Centro de São Paulo, tendo por objetivo ampliar e melhorar a comunicação no atendimento entre os funcionários e os usuários dos serviços públicos. A iniciativa conta com 21 intérpretes responsáveis no auxílio às pessoas com deficiência auditiva (surdas e cego-surdas), na capital.

A cerimônia de abertura aconteceu no dia 22 de setembro, na Prefeitura de São Paulo, com a presença do Prefeito Fernando Haddad, o secretário Antonio José Ferreira da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD), a secretária Marianne Pinotti da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), Ana Regina Campello presidenta da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (FENEIS), entre outros convidados.

O projeto de nº 53 faz parte do Programa de Metas da Prefeitura (2013-2016), fruto da parceria com o Governo Federal, mediado pela Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Atualmente as centrais concentram-se em 37 cidades brasileiras, estendendo-se pelo Estado nas cidades de Campinas, Guarulhos e São José do Rio Preto. “Nós temos que garantir para a pessoa com deficiência o que ela mais precisa, oferecendo-lhe autonomia”, afirma o prefeito Haddad.

Pronunciamento do Prefeito Haddad / Crédito: Jéssica Carecho

Pronunciamento do Prefeito Haddad / Crédito: Jéssica Carecho

Foram necessários dois anos de pesquisa para encontrar o formato mais adequado ao programa virtual, optando-se pela tecnologia europeia baseando-se em sua funcionalidade; a Central contém três modalidades diferentes de atendimento:

  • “In loco”: o usuário de Libras solicita um intérprete ou um guia-intérprete, para que ele se desloque até o serviço público de atendimento necessário e realize a tradução simultânea para o atendente do estabelecimento;
  • Presencial: o solicitante deve comparecer diretamente a CIL, na Rua Líbero Badaró, 425, 32º andar, no Centro, para que o intérprete possa auxiliá-lo, por exemplo, em uma ligação telefônica para um órgão público;
  • Virtual: o usuário solicitará o intérprete através do aplicativo em seu smartphone, tablet, ou computador com acesso à internet. Apesar da função ainda estar em processo de implementação, o usuário poderá contatar a Central para reportar uma emergência médica, comunicar-se com um serviço público ou outra pessoa usuária de Libras por meio de vídeo.

Durante o lançamento, a Presidenta da FENEIS, Ana Regina Campello, fez uma breve apresentação com transmissão ao vivo do serviço virtual. “É muito positivo a CIL da Prefeitura de São Paulo, fazer uso da tecnologia que outros países já utilizam. A tecnologia traz acessibilidade e perfeição para que as pessoas surdas consigam o apoio de um intérprete em Libras. Significa a autonomia e a liberdade da comunidade surda”, comemora Ana Regina Campello.

Além das três modalidades de atendimentos, a instalação de totens já está acontecendo em todas as subprefeituras para acesso via vídeo ou texto aos intérpretes da CIL, facilitando a mediação entre os funcionários locais e o usuário.

Intérprete para a plateia durante abertura do evento / Crédito: Jéssica Carecho

Intérprete para a plateia durante abertura do evento / Crédito: Jéssica Carecho

A comunidade surda presente no evento representou a importância da participação no desenvolvimento dos novos serviços em prol da luta pelos seus direitos. “Temos nossa própria Língua assim como os ouvintes e a diversidade precisa ser respeitada”, comenta a instrutora de Libras, Lucinéia Fagundes.

O lançamento no mês de setembro faz referência ao Setembro Azul, marcado por comemorações do Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Deficiência (21/9) e o Dia Nacional do Surdo (26/9). “Setembro Azul representa a condição de ser um surdo ativo perante a sociedade, promovendo ações e sendo protagonista de sua própria história. A grande barreira das pessoas surdas e surdo-cegas na vida é a comunicação, e a CIL servirá para romper a barreira da comunidade surda com os serviços públicos na nossa cidade”, afirma a secretária Marianne Pinotti.

Informações: www.prefeitura.sp.gov.br/pessoacomdeficiencia

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+