Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Combate ao AVC: conheça os sintomas e ajude a prevenir o problema
Dia 13 de novembro de 2017 | Por Audrey Scheiner | Sobre Notícias e Saúde
Banner intérprete (2)

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), seis milhões de pessoas morrem todos os anos no mundo vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC).  No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, são 68 mil óbitos anualmente por conta do problema, que pode ser prevenido com hábitos de vida saudáveis e acompanhamento médico. O Dr. Márcio Elias, médico da marca Neo Química, responde alguns questionamentos e dúvidas frequentes:

 Quais os sintomas de AVC? Como posso identificá-lo?

O acidente vascular cerebral ocorre de duas formas: isquêmico e hemorrágico. O primeiro é quando as artérias do cérebro se entopem e impedem a passagem de sangue, em um processo parecido com o que ocorre no infarto. Já o hemorrágico ocorre quando há o rompimento dos vasos, levando a sangramento.  Ambos podem afetar o cérebro e causar danos neurológicos temporários ou definitivos.

 Os sintomas normalmente são confusão mental, paralisia de membros, formigamento de face, náuseas, vômitos, dificuldade de fala e perda de visão. Quando mais de um desses sintomas surgirem, é hora de procurar o pronto atendimento com urgência.

Quais são os fatores de risco para o AVC?

Fatores genéticos podem exercer influência. Existem indivíduos que possuem predisposição para a produção de colesterol LDL no fígado, por exemplo, ou possuem histórico de hipertensão ou doenças cerebrovasculares na família. A obesidade, o sedentarismo e os excessos em alimentos gordurosos, álcool e cigarro são fatores que ao longo dos anos vão aumentando os riscos de AVC, especialmente após os 50 anos. O ideal é cuidar da saúde desde cedo e realizar exames preventivos de forma regular.

 O problema pode acontecer em qualquer idade?

Embora seja mais comum após os 60 anos, o AVC pode ocorrer em qualquer idade da vida adulta. Por isso, é sempre muito importante prevenir para diminuir os riscos do problema. Ter hábitos saudáveis e com acompanhamento médico regular podem fazer a diferença para uma vida longa.

Quais as melhores formas de prevenção?

Praticar exercícios físicos regularmente, ter uma alimentação saudável e balanceada com carnes magras, legumes, fibras e frutas e consultar um médico regularmente para checagem de colesterol, glicemia, pressão arterial, além de outros exames específicos que poderão ser solicitados.

O AVC pode deixar sequelas?

Sim, o acidente vascular cerebral pode causar danos neurológicos temporários ou definitivos com influência nas funções motoras, cognitivas, fala e visão.

 

Posts Relacionados

Assine a Revista D+