Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela

Conteúdo em Libras

Texto em português

João Batista, 41 anos, será o primeiro fotógrafo cego a cobrir uma Paralimpíada. O paulistano, que aos 28 anos perdeu a visão por causa de uma uveíte bilateral (inflamação do globo ocular), hoje recorre à fotografia como forma de “enxergar” o mundo.

Na juventude ele foi atleta e treinou para participar das Olimpíadas, praticava lançamento de peso, dardo e disco. Mas foi na fotografia que se encontrou. Por meio de cursos, João aprendeu a utilizar as tecnologias do aparelho celular para o direcionar em cada cena por comando de voz.

Como já tinha familiaridade com o esporte, ficou mais fácil se especializar nessa editoria e hoje cobre eventos na área. Segundo ele, o primeiro objetivo já foi alcançado, o de cobrir as Paralimpíadas, o segundo é criar uma exposição acessível com suas fotos e mostrar que “a deficiência não é um fim e sim um começo de uma nova vida”.

Por Renata Lins

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+