Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Destaque
Dia 26 de setembro de 2017 | Por Mayra Ribeiro | Sobre Cursos, Feiras & Eventos e Notícias
Banner intérprete (2)

Com o objetivo de celebrar a primavera e promover a inclusão social por meio da cultura, o Projeto Inclusão Primavera de Eventos Culturais (Pipec) aconteceu no último sábado (23/09) das 10h às 19h no Centro Cultural Tendal da Lapa, em São Paulo. Idealizada pelo Grupo de Mães e Jovens Especiais, a iniciativa gratuita ganha vida há quatro anos em todo o primeiro fim de semana após a chegada da estação. A Revista D+ esteve presente no evento e separou as principais novidades.

O grande destaque do dia foi a apresentação do Lapa 21.  O projeto desenvolvido por Carlos Eduardo Fernandez, prefeito da regional da Lapa, é um estudo de revitalização do bairro com foco na acessibilidade da região, principalmente no centro comercial. “Apesar de ser uma iniciativa voltada para as pessoas com deficiência, outros vão aproveitá-la. Além de a Lapa ter muitos idosos, as crianças também terão mais segurança, já que não só as calçadas como o entorno passarão por mudanças”.

A previsão de duração do Lapa 21 é de cerca de dois anos. Por enquanto o projeto conta com R$ 600.000 para começar as obras. Mas a equipe está em busca de parcerias com os setores imobiliários e comerciais para a captação de recursos. Todo o processo tem o apoio do prefeito João Dória e da SPTrans.

Outra atração que chamou atenção durante o Pipec foi o Biomob, o aplicativo criado para facilitar a mobilidade de pessoas com deficiência visual funciona apenas em celulares.

No restante do sábado o evento contou com atividades como Banda Música do Silêncio, Oficina de Pipa Poética, expressão cultural e Banda Tríade. “Da mesma forma que a cultura é importante para as pessoas sem deficiência, é para aqueles com”, afirma Sônia Regina Ribeiro, coordenadora do Pipece uma das 20 mães do Grupo.

O Grupo de Mães e Jovens Especiais surgiu há sete anos por conta de uma necessidade destas mulheres em integrar os filhos com deficiência em atividades culturais. Hoje a iniciativa funciona durante o ano inteiro, de terça a sexta-feira, das 14h30 às 17h30 no Centro Cultural Tendal da Lapa para pessoas com deficiência na faixa etária de 17 a 60 anos.

Posts Relacionados

Assine a Revista D+