Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
viverbem
Dia 11 de agosto de 2016 | Por Revista D+ | Sobre Edição 10


Desvendamos a trajetória do principal personagem na formação de cães de assistência no Brasil: o socializador. Depois de muito trabalho voluntário, o cão treinado é entregue para quem mais precisa dele

texto Cintia Alves    fotos Marcos Florence

 

“É mágico você ter o carinho, o respeito e a lealdade do cão. Ele espera que seja recíproco e que você dê carinho e proteja-o. É muita responsabilidade, mas devemos ter a plena ciência de que o cão não é para nós, e sim para outra pessoa que necessita dele”. Neimar Daineze, 39 anos, socializador e professor do Senai, revela com orgulho suas experiências com cães de assistência.

Para você entender o que é um socializador, primeiro é preciso saber o que é um cão de assistência. Sabemos o quanto cachorros são amáveis, leais e amigos. Justamente por conta de suas características de bom companheiro, esses ternos animais podem se transformar em cães de assistência, que auxiliam pessoas com diferentes deficiências em seu cotidiano. Isso é possível depois de serem treinados – e não adestrados – por profissionais com qualificação.

Faça seu Login para ter acesso a todo Conteùdo.


Ou cadastre-se Gratuitamente para ter acesso a todo Conteùdo,

Sumário

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+