Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
idosos
Dia 19 de dezembro de 2016 | Por Revista D+ | Sobre Edição 12

[tab]

[tab_item title=”Texto em Português”]

Reflexões acerca da aprendizagem na terceira idade

texto Rosa Buccino   fotos Divulgação

No fluxo das atuais discussões sobre o idoso, o direito à educação também tem despertado cada vez mais o interesse entre professores, profissionais do segmento educacional e estudiosos. Entendendo esse novo momento, o professor Júlio Furtado1 observa que deverá ocorrer um preparo estrutural que permita o acesso e a mobilidade do idoso à escola comum ou à universidade. No entanto, ele entende que, quando se pensa na aprendizagem do idoso em nosso país, deve-se considerar que aquele com menor poder aquisitivo provavelmente buscará mais as vias de aprendizagem justamente por não ter tido oportunidades nem condições favoráveis na juventude.

Para a professora Marta Relvas2  as reformas educacionais se tornam emergenciais e devem atender às necessidades do idoso. Cabe ao educador modificar suas práticas pedagógicas e seus pensamentos diante da aprendizagem escolar desses novos educandos. O educador ainda necessita buscar o conhecimento para lidar com o idoso. Outra questão a ser repensada, segundo ela, é a de que o cérebro estimulado realiza novas conexões neurais. “Estudos neurocientíficos evidenciam que através das imagens cerebrais não existem pessoas que não aprendem, mas as que são mais ou menos estimuladas diante das informações”, diz.

Faça seu Login para ter acesso a todo Conteùdo.


Ou cadastre-se Gratuitamente para ter acesso a todo Conteùdo,

[/tab_item][/tab]

Sumário

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+