Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
hospital-albert-einstein
Dia 19 de dezembro de 2016 | Por Revista D+ | Sobre Edição 12

[tab]

[tab_item title=”Texto em Português”]

Maria Lucia Moreno Bortolucci, mensageira

Maria Lucia Moreno Bortolucci, mensageira

Priscilla Cerullo Hahimoto, analista de projetos

Priscilla Cerullo Hahimoto, analista de projetos

Rita Grotto da Fonseca, gerente do SAC

Rita Grotto da Fonseca, gerente do SAC

Rogéria Leoni Cruz, gerente do departamento jurídico

Rogéria Leoni Cruz, gerente do departamento jurídico

Caroline Piazzalunga Cambraia de Souza, advogada

Caroline Piazzalunga Cambraia de Souza, advogada

Thamaris Ribeiro, analista de Recursos Humanos

Thamaris Ribeiro, analista de Recursos Humanos

Filipe Gamst, auxiliar administrativo

Filipe Gamst, auxiliar administrativo

Edileusa Dias Moura, coordenadora da área de enfermagem

Edileusa Dias Moura,
coordenadora da área de enfermagem

Luciana Munaro, gerente de Recursos Humanos

Luciana Munaro, gerente de Recursos Humanos

Valentine Sollitto, auxiliar administrativa

Valentine Sollitto, auxiliar administrativa

Mariana Regina Fischer Laurelli, enfermeira

Mariana Regina Fischer Laurelli, enfermeira

Com mais de 60 anos no Brasil, o Hospital Albert Einstein preocupa-se em realizar uma gestão que proporcione as mesmas oportunidades aos seus funcionários com e sem deficiência

texto Brenda Cruz   entrevistas Taís Lambert   fotos Marcos Florence

“Eu queria algo dinâmico, que não me restringisse a apenas um lugar. No início senti um pouco de resistência por parte de alguns colegas, como se não tivessem confiança em mim. Talvez por conta da idade e da deficiência… mas isso passou e hoje digo tranquilamente que vir trabalhar aqui me fez sentir valorizada. É muito gratificante!”.
O início da vida profissional costuma ser pautado por dúvidas, insegurança e obstáculos diversos a serem vencidos. Mas pode ser ainda mais desafiador quando associado a uma deficiência e à maturidade. Nenhuma dessas questões deixou Maria Lucia Moreno Bortolucci, 56 anos, que tem deficiência auditiva, desistir da vontade de começar uma nova função. Professora por formação, se viu ociosa e encontrou no curso de auxiliar administrativo, oferecido pelo Hospital Albert Einstein, uma nova oportunidade de ingressar no mercado de trabalho.

Hospital Albert Einstein, no bairro do Morumbi, em São Paulo

Hospital Albert Einstein,
no bairro do Morumbi, em São Paulo

Há mais de 60 anos no Brasil, o hospital leva seus cuidados para além do conhecido e prestigiado atendimento médico aos seus pacientes, mantendo uma gestão em que a diversidade e a inclusão de pessoas com deficiência são tratadas com respeito e atenção. O Hospital Albert Einstein atua com afinco sobre três grupos específicos: mulheres, jovens aprendizes e pessoas com deficiência.

Maria Lucia perdeu 75% da audição ao longo da vida, ela usa aparelho auditivo. Foi contratada após 15 dias da finalização do curso de auxiliar administrativo e já trabalha há três anos no hospital como mensageira – sua função é entregar as medicações nos postos do setor de oncologia. “Estou aqui trabalhando, produzindo e feliz. E isso não tem preço”, diz emocionada.


Faça seu Login para ter acesso a todo Conteùdo.


Ou cadastre-se Gratuitamente para ter acesso a todo Conteùdo,

[/tab_item][/tab]

Sumário

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+