Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
castelo
Dia 21 de maio de 2017 | Por Revista D+ | Sobre Oculto Edições

passarinho“Morcego, ratazana, baratinha e companhia, está na hora da… feitiçaria!” Quem não conhece de cor e salteado essa chamada icônica do personagem Relógio do Castelo Rá-Tim-Bum? O programa da TV Cultura foi febre nos anos 1990 e volta este ano no Memorial da América Latina com a exposição Rá-Tim-Bum, O Castelo.

A megaprodução que ocupa uma área de 700 m² promete ser grande destaque nas atrações do calendário cultural e de entretenimento de São Paulo. A mostra conta com um sistema de audiodescrição para pessoas com deficiência visual, traduções para Libras e auxílio tecnológico pelo sistema QR Code, além de ser acessível para cadeirantes.

cobra“O Castelo está com uma fachada mais realista. No total, foram 150 pessoas trabalhando diretamente na construção do projeto. A exposição foi construída com o intuito de criar um contato íntimo com o público. É muito mais do que uma exposição, é uma vivência”, conta Marcelo Jacó, cenógrafo da Caselúdico, empresa responsável pela cenografia do castelo. Ele ainda aponta que o público encontra uma exposição diferente da primeira mostra no Museu da Imagem e do Som (MIS), em 2014.

A tecnologia QR Code está disponível para o público no processo de interação com a mostra. “Vamos sentir a tecnologia. Algumas pessoas querem consumir mais informações, então, colocamos no nosso site um código para o público sentir mais o Castelo. É uma parceria com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, fazer com que a pessoa leve a experiência da produção para casa”, enfatiza Felipe Pinheiro, diretor administrativo do Memorial da América Latina.

Sumário

Anterior     1     2     3

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+