Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
flauta
Dia 21 de maio de 2017 | Por Revista D+ | Sobre Edição 14

[tab]

[tab_item title=”Texto em Português”]

Especialistas e usuários de implante coclear contam como o aparelho auxilia
na recuperação da audição

texto: Brenda Cruz   fotos Brenda Cruz e arquivo pessoal

“Minha deficiência auditiva foi adquirida aos 37 anos, em abril de 2012, na reta final da minha segunda gravidez. Eu tive meningite bacteriana decorrente de uma sinusite. Meu parto foi feito às pressas, pois meu estado era grave e, além disso, tive eclampsia no parto [convulsões associadas à hipertensão arterial]. Graças a Deus e por um milagre, sobrevivemos eu e minha filha. A sequela que ficou foi uma surdez bilateral profunda”, conta Adriana Steiner de Melo, 42 anos, que mora em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Após um mês internada, longe dos filhos, e com um novo desafio para lidar, Adriana recebeu alta e foi para casa. A alegria da volta para o lar também foi banhada com a tristeza de não ouvir mais nada. “Foi um dia de muita alegria, mas, ao mesmo tempo, confuso e triste, porque já não podia mais ouvir a voz do meu filho, que começava a falar, nem os sonzinhos da minha filha recém-nascida”, revela.

Com a ajuda da até hoje “fiel escudeira”, a leitura labial, Adriana entendia o que as outras pessoas lhe diziam. Após várias consultas a otorrinos em Belo Horizonte e exames de audiometria, Adriana foi para São Paulo em busca de uma possível alternativa. “Não havia outra solução e precisávamos agir com muita rapidez, pois pelo fato de minha surdez ter decorrido de meningite, havia o risco de calcificação da cóclea, o que inviabilizaria o implante coclear”, contou.

Adriana

Recomendação, cirurgia e ativação

O implante coclear é um dispositivo eletrônico que tem o objetivo de substituir as funções das células do ouvido interno de pessoas com surdez profunda, caso em que aparelhos auditivos já não surtem resultados. É um equipamento implantado na orelha cirurgicamente – com anestesia geral –, que tem a função de estimular o nervo auditivo e recriar as sensações sonoras.
[/tab_item][/tab]

Faça seu Login para ter acesso a todo Conteùdo.


Ou cadastre-se Gratuitamente para ter acesso a todo Conteùdo,

Sumário

    1     2     Próximo

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+