Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Carta da editora
Dia 27 de outubro de 2017 | Por Revista D+ | Sobre Edição 16
Banner intérprete (2)

Um olhar fresco sobre a vida é sempre capaz de reciclar ideias, arejar os pensamentos e rever conceitos outrora imutáveis. Revistas, no geral, têm justamente esta função: trazer informação e conhecimento, ao mesmo tempo em que diverte e instrumentaliza o leitor para entender, operacionalizar e transitar melhor pelos temas caros do mundo contemporâneo. Não se conquista isso às pressas.

A maturação de uma reportagem, a investigação dos fatos e a pesquisa sobre os temas imploram a você, leitor, um momento mais elástico
de reflexão. Coisa rara hoje em dia. Ler revistas é como aquela viagem incrível nas férias, não é o bate-e-volta na praia. O meio digital é importantíssimo e o desafio de todo veículo impresso é conseguir entregar seu conteúdo em diferentes formatos. Em contrapartida, nunca se precisou tanto de credibilidade na notícia. E aqui saímos ganhando.

Do vasto leque de temas caros do cotidiano, a diversidade salta indispensável. Na Revista D+ tratamos dos assuntos da pessoa com deficiência como trataríamos dos assuntos de quaisquer pessoas: com respeito e dignidade. Sem o clichê, sem o vitimismo nem o heroísmo. Sem o lugar comum da ‘história de superação’, do ‘exemplo’. Aqui só usamos o termo ‘especial’ para nos referir a emoções, experiências, coisas e lugares. Ninguém precisa ser cabide de uma palavra que mais segrega do que inclui. O ser humano já é fantástico por natureza. Revistas nos ajudam a tomar decisões no âmbito pessoal e cidadão, visto que reúnem informações selecionadas, checadas e comparadas que norteiam nossas escolhas.

Do sapato ao carro, da escola à viagem, do voto ao tratamento de saúde. Um recorte profundo da realidade, cuidado com carinho para você. À mercê da enxurrada de conteúdos multiplataforma, o anunciante também reconhece o valor do papel. Certa vez, na premiação Summit de Comunicação – A Força da Mídia Impressa, evento que reuniu os maiores nomes da propaganda e do marketing da atualidade, o publicitário Nizan Guanaes foi assertivo: “Não dá para ter um país sem revista. E, com todo respeito ao banner, nada substitui um grande anúncio em jornal e revista”. Na mesma ocasião, o publicitário Luiz Lara, fundador da agência Lew Lara/TBWA, declarou: “Agências e anunciantes não devem desprezar a força da mídia impressa. Ela não é apenas um pilar da democracia. Ela é a democracia.

É a mídia de maior credibilidade e pauta todas as outras”. Estas páginas são um universo que sequer poderia ser pensado e construído sem a inventividade e a colaboração de sua equipe, das fontes, dos parceiros e anunciantes. O mundo muda, mas certos valores, não. Credibilidade é um deles.

 

Taís Lambert
Editora Chefe

taislambert@revistadmais.com.br

Posts Relacionados

Assine a Revista D+