Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Muita Alegria envolvida
Dia 9 de novembro de 2017 | Por Revista D+ | Sobre Edição 16
Banner intérprete (2)

Criança, a gente não sabe muito bem porque, amolece nosso coração imediatamente. Um sorrisinho tímido, o olhar brincalhão, uma roupa divertida e, pronto! A gente já diz que quer levar para casa. Imagine como foi recebê-las no estúdio fotográfico para o ensaio de capa. Eram oito crianças, caro leitor. OITO! Mães e pais acompanharam a “brincadeira” atônitos: “Será que isso vai dar certo?!”, perguntavam entre risos, ao visualizarem os pequeninos no auge da euforia, correndo com os balões, enroscando-se nos spots de luz. Dar certo é pouco: foi fantástico!

Para acompanhar as lindas imagens que você conferirá a partir da página 48,  fizemos uma reportagem a respeito de como é receber a notícia do nascimento de um filho com deficiência – ou descobri-la nos primeiros meses de vida. Abordamos também os processos pelos quais a família passa, o enfrentamento das di culdades, as ajudas práticas necessárias e como aliviar a dor que, naturalmente, não é desejada por ninguém.

Uma de nossas entrevistadas é a Cassandra, mãe da Malu, de três anos, com artrogripose. Ela diz: “Chore, desabafe, viva a dor necessária para o momento, isso é importante também. Não é fácil e teremos altos e baixos, mas nós temos apenas dois caminhos nessa jornada: felicidade ou tristeza. Escolha a FELICIDADE!”.
Falando nisso, visitamos clínicas que oferecem a Terapia Assistida por Animais (TAA), em que são utilizados bichinhos como cachorro, porquinho da Índia, coelhos, jabutis e até corujas, araras e águias para melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência. Está lá na página 60.

Você já foi a um estádio de futebol? Era acessível a todos? Nossas repórteres conferiram o que essas arenas esportivas oferecem para a pessoa com de ciência e o que “mascaram” de acessibilidade. Confira a partir da página 70 e escreva para nós, se tiver alguma experiência desse tipo para contar. Uma das coisas mais gostosas para fazer na vida é viajar. Indicamos um modo melhor ainda para quem está na terceira idade aproveitar o Brasil: o enoturismo. Unir vinhos,
paisagens perfeitas e boa gastronomia é opção de altíssima qualidade. Programe-se!

Caro leitor, são mais de dois anos tendo a honra de partilhar de sua companhia. Nenhuma jornada se faz sozinho, como você sabe. É por isso que agradecemos com o coração a sua presença, o seu apoio e incentivo. Nossa motivação é você e sua participação. Não só na Revista D+, mas, principalmente, na construção de um mundo mais igualitário e inclusivo.

Ótima leitura!

Rúbem Soares

Posts Relacionados

Assine a Revista D+