Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela

Conteúdo em Libras

Texto em Português

Por Brenda Cruz

Ministra da Secretaria de Políticas e Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, Profª Drª Nilma Lino Gomes, compareceu nesta segunda-feira (24), no auditório de da faculdade de aplicação da Universidade de São Paulo. A divulgação da aula inaugural da Pós Graduação teve o tema “Formação de Professores: Desafios da Lei 10.639/03”. A palestra reuniu professores, e graduandos da Universidade.

A Lei Federal 10.639/03 foi aprovada em março de 2003, e torna obrigatório o ensino de História e Cultura Africana e Afro-Brasileira nas escolas de Ensino Fundamental e Médio. Essa lei altera a LDB (Lei de Diretrizes e Bases) e tem o objetivo de promover uma educação que reconhece e valoriza a diversidade, comprometida com as origens do povo brasileiro.

Segundo a Ministra, a situação da Lei é irregular, e que não existe um órgão que fiscalize a implementação nas escolas de Ensino Fundamental e Médio, mas dizer que ela não acontece, também desmereceria a própria luta e a dos educadores. “O que nós temos é um Brasil enorme, um país com desigualdades sociais e regionais intensas, e que juntamente com essas, as desigualdades de gênero e raça são presentes em todo o território nacional. Garantir direitos sociais no nosso país é uma luta que a cada dia damos um passo, avançamos, mas é campo de luta, conflitos”.

Um dos desafios para a efetivação da LBD é a questão da descolonização do saber e do conhecimento. “Esse processo é duradouro e continuo, mas principalmente modificar a mentalidade colonial é uma questão muito importante para que se tenha uma mudança do olhar das pessoas. Contar essa história não é fazer comparações, mas sim incluir as conquistas, as formas artísticas, estéticas e corporais, os processos políticos e sociais.” explica a Ministra.

O evento teve duração de três horas, e foi aberto ao público que fizesse perguntas para a Ministra Nilma, sobre ações afirmativas sobre a implementação da Lei, cotas raciais na pós-graduação das universidades, dificuldades e avanços no meio acadêmico sobre a educação.

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+