Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
scduasglirf876Template-de-Notas
Dia 29 de maio de 2017 | Por Audrey Scheiner | Sobre Educação e Notícias

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 promoverá um novo recurso para auxiliar candidatos com surdez ou deficiência auditiva durante as provas. Os participantes poderão fazer a prova com a ajuda de videolibras. As provas acontecerão nos dias 5 e 12 de novembro.

O recurso, ainda em fase de experimentação, vai permitir aos participantes resolverem a prova com apoio de um vídeo, que apresenta as questões traduzidas para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Serão até 20 alunos por sala.

Os participantes devem solicitar a prova em libras durante a inscrição para a prova.

Os participantes devem solicitar a prova em libras durante a inscrição para a prova.

Os inscritos com deficiência auditiva também poderão optar por dois recursos tradicionalmente oferecidos: o tradutor-intérprete de Libras e a leitura labial. Para aqueles que optarem pelo tradutor-intérprete, ocorrerá uma orientação profissional capacitada para esclarecer dúvidas específicas e auxiliar na compreensão da língua portuguesa escrita, sem fazer a tradução integral da prova. O participante que solicitar esse recurso fará as provas em salas com até seis pessoas e com dois tradutores.

No recurso de leitura labial, o participante conta com o auxílio de profissional capacitado em comunicação oral de pessoas com deficiência auditiva ou surdas e preparado para usar técnicas de interpretação e leitura dos movimentos labiais. Esses profissionais também atuam em dupla em salas para até seis participantes.

Inscrição

Os recursos deverão ser escolhidos no ato da inscrição. É preciso anexar laudo médico que comprove a deficiência auditiva ou surdez. Esse participante também tem direito a uma hora adicional para realização da prova, desde que solicite o benefício também no ato da inscrição.

Até a edição passada, era possível fazer esse pedido durante a prova, o que não será mais aceito. No ano passado, 7.131 deficientes auditivos e 2.290 surdos fizeram o exame. Juntos, eles representaram 0,1% do total de inscritos. O recurso de tradutor-intérprete de Libras foi solicitado por 3.562 participantes e o de leitura labial, por 1.624.

No Enem 2016, 101.896 participantes solicitaram atendimento específico e 68.907, atendimento especializado. Recursos de atendimento foram demandados por 18.306 participantes.

Para mais informações: www.enem.inep.gov.br

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados

Assine a Revista D+