Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

Atabaque, pandeiro, banjo, percussão, repenique, surdo, e principalmente o cavaco são objetos de destaque na vida de Eduardo Gontijo, 26 anos. Conhecido como Dudu do Cavaco, o músico de samba e MPB nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais, é o primeiro brasileiro com síndrome de Down a lançar um CD no país. Esse feito realizado em novembro do ano passado proporcionou ao mineiro um espaço no RankBrasil. A entidade é responsável por registrar de forma legítima recordes brasileiros com reconhecimento nacional e internacional.

Eduardo Gontijo tocando o cavaco, seu instrumento preferido, em um de seus shows

Eduardo Gontijo tocando o cavaco, seu instrumento preferido, em um de seus shows.

Mas, apesar do disco Dudu do Cavaco convida ter sido a realização de um sonho para Gontijo, não foi a única presente em sua trajetória musical, iniciada aos quatro anos de idade em rodas de samba da família. Além do CD com dez faixas incluindo participações especiais, também teve outras conquistas, tais como a abertura de shows do Jota Quest e do estádio novo Mineirão, a criação de um DVD e o desenvolvimento de canções para a Paralimpíada de Londres.

De acordo com o músico, ainda existe um desejo a ser alcançado na carreira: “Eu quero tocar com o rei Roberto Carlos no especial de fim de ano”.

Ao ser indagado sobre a importância da música em sua vida, o mineiro afirma que “Eu pego a minha emoção, jogo no cavaquinho e do cavaquinho eu jogo para todo o mundo”, o que demonstra todo o carinho e comprometimento utilizados na profissão.

Para facilitar o aprendizado desse instrumento, Gontijo e seu professor de cavaco desenvolveram uma metodologia personalizada. Ao perceber que o músico tem facilidade para gravar números, o tutor passou a transformar as notas musicais em números.

Atualmente, o mineiro tem uma rotina de shows: se apresenta por todo o território nacional com o grupo Trem Dos Onze e também com sua própria banda, tanto em performances solo como em duetos com o professor de cavaco.

Mesmo com a atuação como músico sendo reconhecida, Gontijo não deixa a prática de lado e continua frequentando aulas de música. O mineiro também pratica dança, é modelo e ator.

Amor que inspira

Receio, medo e desconhecimento. Essas palavras refletem as reações da família Gontijo ao saber que o novo membro viria com síndrome de Down. Mas, rapidamente esses sentimentos foram substituídos por respeito e amor. A partir dessa nova descoberta, nasceu o Instituto Mano Down.

Criado por Leonardo Gontijo, um dos três irmãos mais velhos de Dudu, o Instituto que possui sede em Belo Horizonte, Minas Gerais, e filial em Campinas se dedica há sete anos à causa de pessoas com síndrome de Down. Com seu irmão, o músico realiza palestras e atividades no Mano Down.

Há sete meses, Dudu do Cavaco compartilha com Vitória Rosa um de seus relacionamentos mais maduros e com avanços.

Há sete meses, Dudu do Cavaco compartilha com Vitória Rosa um de seus relacionamentos mais maduros e com avanços.

Como a vida não é apenas trabalho e afazeres, nos momentos de lazer, Dudu do Cavaco gosta de fazer academia, ir para a boate e sair com a namorada Vitória Rosa. O casal mantém um relacionamento há sete meses.

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados

Assine a Revista D+