Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

botao_news botao_noticia

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

Sexualidade e deficiência serão temas abordados esse sábado (03/06) às 20h na Comedoria do Sesc Pompeia em São Paulo. O projeto contínuo Boteco da Diversidade é uma iniciativa que visa a ampliar a visibilidade política e artística de personalidades, ações e assuntos relacionados à diversidade cultural e à defesa dos direitos humanos. Todos os encontros discutem temas diferenciados para manter uma dinâmica em cada edição. Confira a lista abaixo dos participantes da próxima edição:

  • Leandra Du Art
    Mulher, transexual, cadeirante, fotógrafa, produtora, ativista e midialivrista. Aos 22 anos, é presidenta da Associação das Pessoas Portadoras de Deficiência de Passos (Minas Gerais). Por esses motivos, tornou-se referência na luta LGBT e das pessoas com deficiência.
  • Gata de Rodas
    Além de blogueira, é feminista e militante nas causas de diversidade sexual e da pessoa com deficiência.
  • Leandra Migotto Certeza
    Jornalista, escritora e ativista dos direitos da pessoa com deficiência. Leandra é coordenadora do projeto Fantasias Caleidoscópicas, que aborda a sexualidade da pessoa com deficiência. Por essa iniciativa, recebeu prêmio da Associação Internacional para o Estudo da Sexualidade, Cultura e Sociedade.
  • Tuca Munhoz
    O ex-secretário adjunto da Secretaria da Pessoa com Deficiência é ativista pelos direitos das pessoas com deficiência, assessor do Grupo de Trabalho Acessibilidade São Paulo Transportes S/A, coordenador do Coletivo We Fuck Brasil, locutor e produtor do programa de rádio Minuto da Inclusão. Além dessas atividades, Tuca também interpreta o personagem Tucalino, o Clowndeirante.
  • Edu O.
    O professor da Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (Ufba), é dançarino, coreógrafo e diretor do Grupo X de Improvisação em Dança. Além de ter experiência internacional com as Candoco Dance Company, Cia.Artmacadam e Cie Kastor Agile.  Seus espetáculos Judite quer chorar, mas não consegue!, Ah, se eu fosse Marilyn!, e O corpo perturbador foram premiados.
  • Estela Lapponi
    A performer tem como foco de pesquisa o discurso cênico do corpo com deficiência, o relacional com o público e o trânsito entre as linguagens cênicas e visuais. Criou o termo Corpo Intruso em 2009 e sua manifestação Zuleika Brit.
  • MC Billy Saga
    O presidente da ONG Movimento SuperAção e consultor da ONG Mais Diferenças, é rapper, cadeirante, publicitário e artista plástico. Recentemente lançou o disco “as ruas estão olhando”.

Os interessados podem ter mais informações por meio do site https://www.sescsp.org.br/programacao/123949_BOTECO+DA+DIVERSIDADE+SEXUALIDADE+E+DEFICIENCIA.

Os ingressos são gratuitos e podem ser retirados com uma hora de antecedência na bilheteria.

Serviço
Evento: Boteco da Diversidade
Dia: Três de maio
Horário: A partir das 20h
Local: Comedoria Sesc Pompéia
Endereço: Rua Clélia, 93 – Pompéia, São Paulo.

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+