Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
222
Dia 5 de junho de 2019 | Por Tacila Saldanha | Sobre Notícias
Banner intérprete (2)

A partir de junho, estações da Linha 4-Amarela do metrô recebem exposição fotográfica sobre a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA).

 

Olhar Além D’ELA é o título da mostra gratuita que revela um olhar sensível sobre esclerose lateral amiotrófica (ELA), doença neurodegenerativa ainda desconhecida por muitos brasileiros. As fotos são de autoria de familiares de pessoas com ELA e do fotógrafo André François, que visitou pacientes que têm a doença, e revelam um pouco do cotidiano de todos os envolvidos com a doença e da rotina dos pacientes.

A exposição é resultado de uma parceria entre o Instituto Paulo Gontijo (IPG) e a ONG ImageMagica e acontece entre 3 e 28 de junho, na estação Paulista e, entre 1 e 31 de julho, na estação Luz (ambas da Linha 4-Amarela, operada pela concessionária  ViaQuatro). Especialmente no dia 5 de junho, a equipe do IPG estará na estação Paulista dando informações sobre ELA, sintomas e tratamentos paliativos, além de explicar os serviços que oferece gratuitamente para pacientes com a doença, familiares e cuidadores.

Na ocasião, um livreto sobre a exposição, com algumas das fotos e uma breve história das famílias participantes do projeto, será entregue como lembrança aos visitantes.

 

Conheça as instituições e o fotógrafo:

 

Instituto Paulo Gontijo (www.ipg.org.br)

Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), centro de referência em conhecimento, pesquisa e atendimento sobre a esclerose lateral amiotrófica (ELA) e membro da Associação Internacional de Doenças Motoras (MND Association). Sua missão é disseminar informações e desenvolver ações para melhorar a qualidade de vida do paciente, qualificar a rede de atendimento multidisciplinar e congregar investimentos para a busca da cura da doença. O IPG foi idealizado em 1999 após o físico e engenheiro civil Paulo Gontijo ter sido diagnosticado como paciente de ELA. Gontijo buscou incansavelmente a causa e a cura da doença e projetou os primeiros passos de como seria o instituto e qual deveria ser sua contribuição em prol da ciência. Em 2005, três anos após seu falecimento, a família fundou o IPG.

 

ImageMagica (www.imagemagica.org)

Fundada pelo fotógrafo André François, a ImageMagica tem como missão promover o desenvolvimento de pessoas utilizando a fotografia como ferramenta de transformação e empoderamento. A ONG desenvolve ações nas áreas de educação, saúde e cultura, atuando em diferentes causas. Com a convicção de que a transformação começa pelo olhar, a ImageMagica estimula as pessoas a perceberem mais atentamente seu entorno e, com essa reflexão, mudar a si próprias e o ambiente onde vivem. Desde 1995, já foram mais de 370 mil olhares transformados com projetos realizados em 15 países.

 

André François ( www.andrefrancois.com.br)

Foi com a fotografia que André François descobriu seu verdadeiro talento para se comunicar e inspirar pessoas. Fotógrafo há quase trinta anos, André criou a ImageMagica em 1995 com a intenção de levar a imagem para dentro de escolas e hospitais de todo o Brasil e do mundo. Os projetos desenvolvidos pela organização buscam despertar em jovens e adultos o potencial de transformação de cada um. Desde 2006, André se dedica ao registro da saúde com o objetivo de sensibilizar pessoas e provocar mudanças. Publicou seis livros sobre o tema e hoje desenvolve o Projeto Vida – Um documentário sobre saúde no mundo, que tem apoio da ONU, OMS, Médicos Sem Fronteiras, entre outras organizações. Para esse projeto, André esteve em países como Quênia, Ruanda, Lesoto, Haiti, Canadá, China, Japão e Camboja.

 

Sobre a ViaQuatro

A ViaQuatro é a concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela de metrô de São Paulo e o primeiro contrato de PPP (Parceria Público-Privada) assinado no país. Na América Latina, a Linha 4-Amarela é pioneira no uso do sistema driverless, operação automática sem a presença de condutor dentro do trem, que permite a supervisão permanente de velocidade, conferindo mais segurança e precisão à operação.

 

Fonte: Maio Casa de Conteúdo

 

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+