Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

 

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

A exposição fotográfica Lentes da Memória – A Descoberta da Fotografia de Alberto de Sampaio, 1888-1930, traz paisagens do Rio de Janeiro do final do século XX, com recursos de acessibilidade para pessoas cegas e com baixa visão. A entrada é gratuita e a mostra está exposta no Centro Cultural Correios Rio de Janeiro até o dia 04 de dezembro.

A Exposição conta com canetas pentops, que funcionam como audioguias: os visitantes cegos ou com baixa visão ouvem aacessibilidade-na-exposicao-de-alberto-de-sampaio-2 descrição dos ambientes, da exposição e de parte significativa do acervo de fotos. Há também fotografias táteis, impressas em 3D, que podem ser tocadas. Esse recurso permite que as pessoas sintam as fotografias e capturem diversas dimensões das cenas, formando assim suas paisagens e tendo noção do que é esse acervo.

A descoberta das obras foi da curadora, Adriana Martins Pereira, que além de desvendar fotografias do Rio de Janeiro, do fotógrafo Alberto de Sampaio, guardadas há mais de 100 anos, também pensou que a cidade maravilhosa teria um efeito ainda mais interessante ao receber texturas impressas em 3D, em que é possível ter a percepção de profundidade da fotografia, além de muitas outras características de uma imagem, como os tons de cinza.

acessibilidade-na-exposicao-de-alberto-de-sampaio-1

“Por favor, toque!”

Diferente das exposições convencionais, em que não há possibilidade de colocar as mãos nas obras, a exposição fotográfica Lentes da Memória provoca a experiência tátil. Para quem enxerga, viver essa sensação pode ser uma forma de praticar a empatia, colocando-se no lugar de quem não enxerga e aproveitar a mostra com os outros sentidos.

SERVIÇO:

Centro Cultural Correios do Rio de Janeiro

Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro | Contato: (21) 2253-1580

Período da exposição: até 04 de dezembro

Aberta de terça-feira a domingo, entre 12h e 19h

Para visitas monitoradas com o audiodescritor é necessário agendamento pelo telefone: (21) 994662096

Entrada gratuita

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+