Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Dia 19 de janeiro de 2016 | Por Cintia Alves | Sobre Lazer e Notícias

Conteúdo em Libras

Texto em Português

Aproveite as férias, ou, até mesmo os finais de semana na cidade de São Paulo para conhecer lugares acessíveis e gratuitos. A cidade conta com diversos selos de acessibilidade da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), que busca e reconhece novas iniciativas as pessoas com deficiência.

Confira pontos da capital que possibilitam lazer acessível:

  • Avenida Paulista
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Avenida que é considerada o coração de São Paulo recebeu nos últimos anos adaptações para que pessoas com deficiência participassem cada vez mais da vida agitada da cidade. Aos domingos, agora, fechada para circulação de carros, tornou-se possível o lazer dos paulistanos e turistas com as guias rebaixadas e as calçadas niveladas com auxílio do piso tátil – para melhoria na locomoção de cegos.

  • Jardim Botânico
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O cantinho de São Paulo reservado à natureza, preserva sua magia com a diversidade e cultivo de plantas. Para os amantes de ar puro, o espaço oferece acessibilidade com rampas e carrinhos motorizados para pessoas com mobilidade reduzida.

Av. Miguel Stéfano, 3031 – Água Funda, São Paulo/SP CEP 04301-902

  • MAM
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A cidade movida por arte possui muitos museus espalhados pela capital. O MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo), faz parte dessa gama cultural e disponibiliza aos visitantes ampla acessibilidade arquitetônica com banheiros adaptados, rampas e pisos táteis. Nas atividades, é possível ter audioguias com linguagem descritiva para cegos, videoguias em Libras, cinema com legenda e audiodescrição, acervo tátil permanentemente exposto e intérprete de Libras.

 Av. Pedro Álvares Cabral, s/n°, São Paulo – SP, 04094-000

  • Parque Ibirapuera
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O parque que traz vida verde para a selva de concreto, conta com uma área plana com vias internas asfaltadas e calçadas amplas. O Auditório Ibirapuera, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, também condiz com o tema acessibilidade, pois sua estrutura conta com elevadores, plataformas, rampas, sinalização e lugares demarcados para pessoas com deficiência, além de banheiros adaptados para o público e artistas.

Av. Pedro Álvares Cabral – Vila Mariana, São Paulo – SP

  • Rua Oscar Freire
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A rua mais luxuosa do Brasil se mantém empenhada para receber pessoas com deficiência. Os pedestres que visitam a Oscar Freire ganharam em quase todo percurso um espaço maior nas calçadas e guias rebaixadas com piso tátil. O projeto se estende com a retirada da fiação de luz com a diminuição de postes que dificultam na mobilidade.

Por Cintia Alves

 

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+