Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Filme Altas Expectativas tem estreia amanhã
Dia 6 de dezembro de 2017 | Por Brenda Cruz | Sobre Cinema e Notícias
Banner intérprete (2)

Nesta quinta-feira, 07, será lançado, nos cinemas de todo o Brasil, o filme Altas Expectativas. O longa traz a história de Décio, um treinador de cavalos que se vê intrigado com a chegada da melancólica Lena (Camila Márdila) ao Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro. Ele utilizará seu humor para tentar conquistá-la, pois, para Décio, o melhor caminho para o coração de uma mulher é fazê-la rir. Décio, por sua vez, precisa superar suas questões com a própria deficiência física para disputar a atenção dela com o playboy Flávio (Milhem Cortaz).

A comédia dramática foi inspirada na trajetória do Gigante Leo, que já atuou em vídeos do canal Porta dos Fundos e participou da novela “Novo Mundo” (Rede Globo). “O filme foi inspirado numa linda história de amor entre uma pessoa com estatura comum e uma pessoa com nanismo: a minha história com a minha esposa Carol. É um filme que fala do que é comum a todas as pessoas: o amor.”

Assim como Décio, Léo Reis descobriu no humor uma nova profissão e uma forma de superar os preconceitos. “Encontramos no humor uma maneira de expressar nossa visão de mundo e criticar alguns comportamentos sociais que as pessoas têm com os anões.”

“O Leo tem nanismo e a ideia é construir o filme considerando isso o tempo todo, afinal, o personagem tem essa característica. Mas, que isso não seja tratado como algo que torna o personagem Décio, feito pelo Léo, uma pessoa diferente das que estão envolvidas ali no contexto do Jockey. Ele é um cara totalmente considerado, respeitado  e importante ali naquele lugar”, conta a atriz Camila, que faz par romântico com Léo, em entrevista para a Revista D+.

No quesito acessibilidade e adaptações, Léo nos conta que todos estavam sempre dispostos a oferecer o maior conforto possível para que ele não se desgastasse excessivamente. “Cuidados como: ter uma cadeira baixa para facilitar meu acesso; disponibilizar um carrinho elétrico para me levar da base para o set, e quando não era possível passar com o carrinho, tinha sempre uma cadeira de rodas ou me carregavam no colo”, revelou.

O ator ainda comenta o protagonismo da pessoa com deficiência em produções artísticas. “Acho extremamente importante que a arte aborde esse tema sob esta perspectiva: a pessoa com deficiência tratada de forma igual a qualquer pessoa, mostrando justamente o que nos torna iguais e não ressaltando as nossas diferenças. Embora elas estejam presentes no filme, assim como o preconceito através de olhares e risinhos de pessoas, esse não é o enfoque principal da história”.

Ele ainda pontua que “Altas Expectativas”, além de quebrar o paradigma do cinema nacional trazendo pela primeira vez uma pessoa com nanismo como protagonista, vem mostrar à sociedade que “todos nós somos capazes de conquistar nossos sonhos, mesmo que o sonho seja o de conquistar um amor aparentemente impossível. O público pode esperar uma linda e emocionante história de amor, que à primeira vista pode parecer pouco provável, mas que é plenamente possível de acontecer. É um filme leve, divertido e muito gostoso de assistir”, garantiu Léo.

Posts Relacionados

Assine a Revista D+