Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Foto: Stephane de Sakutini/AFP
Dia 19 de outubro de 2015 | Por Brenda Cruz | Sobre Comportamento e Notícias

Conteúdo em Libras

Texto em Português

Como opções de transporte, além dos táxis convencionais, surgiu, em 2009, um novo serviço de locomoção denominado “Uber”, aplicativo que disponibiliza motoristas particulares com carros padronizados e serviço personalizado para trazer conforto ao passageiro. O serviço também gerou muita polêmica em torno da regularização do serviço. Porém, enquanto os “novos táxis” geram discussões entre brasileiros, em Paris foi desenvolvido um “novo Uber”, ou melhor, o Wheeliz, projeto que disponibiliza carros adaptados para pessoas com deficiência.

O Wheeliz surgiu através da francesa Charlotte de Vilmorin, que sentiu a dificuldade de encontrar carros para alugar onde morava. “É muito difícil se locomover quando você está em uma cadeira de rodas, porque o transporte público não é acessível”, afirmou Charlotte.

Sua intenção com essa proposta é cobrar menos da metade do valor de uma diária das locadoras de veículos (cerca de US$ 55 por dia). Assim, os proprietários que disponibilizarem seus carros adaptados ganham um dinheiro extra e os cadeirantes podem usufruir de um conforto e mobilidade por um preço mais acessível.

Esse sistema já ganhou adeptos em Paris, Nantes e Bordeaux, contando com cerca de 120 carros. Charlotte, porém, acredita que sua ideia irá se expandir muito mais, chegando a outros países. Ela já tem planos para lançar a plataforma em formato de aplicativo e transformar o serviço em um contrato fixo para motoristas.

Por Renata Lins

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+