Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Foto: Divulgação
Dia 6 de janeiro de 2016 | Por Brenda Cruz | Sobre Cultura e Notícias

Conteúdo em Libras

Texto em Português

A Pinacoteca do Estado apresenta exposição com 12 esculturas táteis, em bronze, que fazem parte do acervo do museu. Além disso, dimensão, forma, textura e diversidade estética, que facilitam a compreensão e apreciação artística dessas obras ao serem tocadas, foram outros critérios adotados para a escolha das esculturas.

Com esta iniciativa, o público com deficiência visual pode explorar e reconhecer, por meio do toque, todas as obras da Galeria Tátil, apresentadas por um padrão de acessibilidade e complementadas por outros recursos de apoio, como folder e catálogo em dupla leitura (tinta e Braille), além de áudio-guia elaborado especialmente para o público alvo participante desta exposição.

O percurso de visitação é orientado por um piso tátil, que permite e indica um caminho para a exploração das obras que se encontram nesta galeria. Esta é mais uma ação do Programa Educativo para Públicos Especiais (PEPE), voltado para garantir a possibilidade de fruição da arte para pessoas com deficiências  – sensoriais, físicas ou intelectuais.

Esta ação do Programa Educativo para Públicos Especiais (PEPE) está inserida dentro do Museu para Todos, um projeto pioneiro realizado pelo Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca do Estado em parceria com o Grupo Santander Brasil, que reúne os bancos Santander e Real, com o objetivo de formar uma sociedade mais inclusiva e garantir o direito ao acesso às artes e ao patrimônio do Estado.

O PEPE oferece ainda visitas educativas ao acervo da Pinacoteca, previamente agendadas, complementadas por recursos de apoio multissensoriais e publicações adaptadas.

Programa Educativo para Públicos Especiais
Agendamento de visitas orientadas
De segunda a sexta das 10h00 às 17h00
Fones: (011) 3324-0945
Fax: (011) 3324-0946
educaespecial@pinacoteca.org.br

Fonte: Pinacoteca

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+