Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela

Nesse domingo, 03, uma das lojas do Mc Donalds, localizada na Rua Augusta, São Paulo, capital, realizou uma ação com o slogan Mais Diversidade, e teve pela primeira vez em sua história, a administração de todas as operações pelos seus funcionários com deficiência.

Marcelo Nóbrega, Diretor de Recursos Humanos da Arcos Dourados, operadora da marca McDonald´s no Brasil, nos contou o porquê dessa ação. “Eu fui inspirado por uma notícia, nas redes sociais, que uma cafeteria nos Estados Unidos é administrada totalmente por pessoas com síndrome de Down, e já pensei de imediato: ‘Nós temos tantas pessoas com deficiência no Mc Donalds trabalhando no Brasil inteiro…’. Nesse momento ficou óbvio que eu poderia fazer a mesma coisa. A data que me veio à mente foi o dia 03 de dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, na mesma hora eu e minha equipe pensamos que poderíamos celebrar esse dia, operando um restaurante nosso, com uma equipe de 100% de pessoas com deficiências, com as mais diversas delas”, revelou Nóbrega.

“O intuito é celebrar de verdade e mostrar que é possível e que essas pessoas são eficientes, tanto quanto nós, sem deficiência”, Marcelo Nóbrega

A Revista D+ não poderia ficar de fora e foi conferir o evento, que mobilizou funcionários vários estados do país. Segundo o diretor, trazer pessoas de outras regiões do Brasil foi também uma maneira de inclui-los, incluir os restaurantes de outras regiões e “dar representatividade a pessoas do Brasil inteiro com essa celebração.”

Com apenas 22 anos, Gabriel Costa Amorim é goiano e trabalha há quase seis no Mc Donalds em Curitiba, no Parque Shopping Barigui, onde foi seu primeiro emprego. Há três anos, o jovem virou gerente de área e tem planos traçados para continuar crescendo dentro da rede. “A empresa, para mim, é tudo. Ela me abriu as portas para a experiência profissional que eu não tinha. Comecei com 16 anos e crescer dentro da empresa é gratificante”, contou o jovem, que devido a um erro médico em uma cirurgia na perna teve uma nova realidade, com a mobilidade reduzida.

Gabriel Costa Amorim, funcionário há 5 anos e 9 meses.

“Ano que vem vou fazer vestibular novamente e ver se consigo começar a faculdade. Sonho muito em ser um gerente de loja um dia”, Gabriel Costa Amorim  

Vindo de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, pela primeira vez para são Paulo, João Henrique Alves Pinheiro, 31, trabalha há pouco mais de um ano em loja. Ele, que tem deficiência intelectual, trabalha na entrega drive in, apoio balcão, salão e batata. Sobre o que mais gosta na empresa, ele é categórico. “Tem muitas coisas boas, o relacionamento com as pessoas tem sido bem legal, são respeitosas. Eu tenho bastante orgulho de trabalhar lá. Cada um tem a sua limitação, mas o relacionamento com o público é o que faz a diferença”, contou.

João Henrique Alves Pinheiro, funcionário há 1 ano e 4 meses

Com apenas 19 anos, Gislene Furtado Soares tem metas para seu futuro dentro do Mc. Ela, que tem nanismo, entrou na rede por meio de um site de empregos.  Após poucos meses foi contratada. “Profissionalmente, eu quero atuar na área de marketing, eu quero ficar na empresa, ir subindo de cargo, o próximo passo é ser anfitriã, depois tentar entrar em marketing mesmo. Eu pretendo fazer faculdade de administração e uma pós-graduação em marketing. Através do programa Talentos do Futuro, oferecido pela empresa, estou fazendo um curso de Implantação de Sistemas, que tem uma duração de 10 meses”, contou Gislene.

IMG_1703

Gislene Soares, funcionária há 1 ano

 Os Anfitriões

Bruna Vinhó, 27, com síndrome de Down, trabalha no Shopping Plaza Mooca, e tem cinco anos de Mc, há quatro ela é anfitriã, cargo que tem como foco a recepção e encaminhamento do cliente. Ela cuida da parte de recepção, enche bexigas para dar as crianças… “Quando eu entrei, o primeiro lugar que eu fiquei foi na Torre (bebidas). Foi meu primeiro emprego, eu gosto de trabalhar aqui. Passei um período na torre e depois me treinaram pro sorvete. Eu gosto de gerenciar. Meu sonho é virar gerente de plantão”, revelou.

IMG_1723

Considerado o maior vendedor de sobremesas da rede, José Fernando de Souza Puglisi, 46 anos, trabalha há cinco na rede. Ele conta que a loja localizada no Borba Gato, região sul de São Paulo, é bem movimentada. Seu segredo para se manter como o maior vendedor de sobremesa, ele nos conta com confiança: “Meu papel é vender, então eu chego nas pessoas e ofereço. Se não quer, tudo bem, vou para outro cliente, aí as pessoas vão me dando o dinheiro e eu vou passando para o caixa e levando o pedido delas”.

 “Eu adoro trabalhar, é muito bom, muito gostoso, e importantíssimo para mim!”, José Fernando de Souza Puglisi

DNA de oportunidades

O Diretor Marcelo conta que há quase 1400 funcionários com deficiência no quadro geral de pessoal. “Esse número é maior que o de muita empresa de médio porte no Brasil, mas incrivelmente não chegamos na cota de 5%. É algo que perseguimos”, disse.

Ele ainda ressalta que esse é o maior número de funcionários com deficiência que já tiveram na empresa e continuam seguindo, mas pontua que a ação não é por uma preocupação de cotas. “Está no DNA da empresa oferecer oportunidades iguais para todos, temos vários públicos representados aqui dentro, somos uma empresa de oportunidades, de primeiro emprego. Todo mundo tem a oportunidade de trabalhar com a gente, crescer com a gente. 40% dos diretores e gerentes sêniores vieram de restaurantes, tiveram seu primeiro emprego aqui”.

Para oportunidades de trabalho acesse: www.mcdonalds.com.br

Posts Relacionados

Assine a Revista D+