Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
Dia 15 de outubro de 2015 | Por Brenda Cruz | Sobre Comportamento e Notícias

Conteúdo em Libras

Texto em Português

O autor da pegadinha do “post it” no carro estacionado em vaga exclusiva, em Maringá (PR), na quarta-feira passada, diz que a ação foi planejada durante seis meses e que o motorista não é um ator. O Canal Boom, no Youtube e Facebook, criado para aplicar pegadinhas, ganhou projeção com a “lição de moral” aplicada ao motorista. O vídeo completo só foi divulgado na quinta-feira (25). O idealizador da pegadinha conversou com a equipe da CBN Curitiba sobre como a ação foi feita.

De acordo com o organizador, enquanto uma equipe colava os adesivos no carro, outra cuidava do motorista.

“Não foi armada não. É o seguinte, a nossa intenção, como a gente já tem um canal de pegadinhas no YouTube, hoje com mais de 2 milhões de clicks, foi usar a nossa influência não só para entreter e criar uma diversão, mas criar uma distração que conscientizasse a pessoa de alguma forma. O motorista não ficou bravo pelo papel, mas sim por ter tanta gente em volta”, afirmou Thiago Fonseca, criador do canal.

De acordo com o secretário de trânsito de Maringá, Edeval de Oliveira, só neste ano mais de 200 pessoas foram multadas pelo estacionamento irregular.

“Tivemos este ano, com aquela notificação, 215 pessoas multadas por usar vagas de pessoas com deficiência e 303 notificações foram feitas para pessoas que estavam usando irregularmente vagas para idosos”, afirmou.

(Fonte: Uol e CBN Curitiba).

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+