Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Porta dos Surdos estreia em grande estilo na Reatech 2017
Dia 5 de junho de 2017 | Por Audrey Scheiner | Sobre Cinema e Notícias

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

botao_news botao_noticia

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

Ontem, às 18h, a última palestra do Reashow teve como foco a apresentação dos curtas metragens do projeto Porta dos Surdos, que produz vídeos de humor em Libras tanto para o público com deficiência auditiva, quanto para os telespectadores em geral. A palestra foi ministrada pelo diretor artístico da empresa Mais Inclusão, Dilson Nery.

“Por mais simples que seja, um sorriso autêntico inscreve um agradecimento aos nossos olhos”. É com a frase do pensador Marcel Franco que o diretor artístico da Mais Inclusão inicia sua palestra sobre o projeto de curta metragens. Durante a apresentação, foram exibidos três vídeos inéditos produzidos pelo diretor: Dessa Vida Não se Leva Nada, Gravidez Indesejada e O Emprego dos Sonhos.

 Questionado sobre a falta de acessibilidade nas principais produções audiovisuais do país nas grandes mídias, Nery afirmou que, atualmente, tudo caminha para o Brasil ter mais acesso à inclusão. “A ideia com o Porta do Surdos é trazer essa acessibilidade e fazer com que as pessoas se conscientizem de que existem pessoas que não têm acesso a uma cultura de mídia padrão’, enfatiza o diretor.

Nery comentou que, quando iniciou a trabalhar com surdos, percebeu como a sociedade ouvinte é muito ausente do universo das pessoas com deficiência auditiva. “Eu acredito que as grandes mídias do país precisam entender que surdos e pessoas com deficiência são consumidores em potencial. É um caminho longo, mas vamos conquistando esse espaço para que a acessibilidade cresça por aqui”, comenta.

Sobre a dificuldade que apresenta durante a produção de seus curtas, o diretor diz que uma das barreiras é a falta de locação para fazer as filmagens. “Alguns lugares são caros, mas temos apoiadores. Estamos lutando para encontrar patrocínio, pois assim conseguiríamos mais equipamentos para as filmagens. Eu não trabalho com atores profissionais também, mas sim com ótimos colaboradores da empresa Mais Inclusão”.

Apesar das barreiras, Nery afirma estar orgulhoso do que construiu até agora com o Porta dos Surdos. “Sou apaixonado pelo que faço e tenho planos para que o projeto vire um site transmídia, onde possamos não só fazer vídeos de comédia, mas um programa em que pessoas com deficiência auditiva possam comentar suas vivências”.

Assista aos curtas nesse link:

https://www.youtube.com/channel/UCWiusKQLJ9RsOocy097GqnQ

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados

Assine a Revista D+