Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
Dia 7 de junho de 2016 | Por Cintia Alves | Sobre Notícias e Tecnologia

Conteúdo em Libras

Texto em Português

Em busca de novas alternativas de mobilidade para pessoas com deficiência física, os estudantes desenvolveram uma nova prótese 100% brasileira com material plástico injetável por meio de garrafas PET.

O projeto Revo Foot é fruto do trabalho de conclusão de curso do Ensino Técnico em Mecânica da Fundação Liberato, dos alunos Lucas Strasburg e Eduardo Trierweiler Boff, de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Com o empreendimento, eles garantiram os prêmios da Braskem e do Massachussetts Institute of Technology (MIT).

Com a mesma qualidade das próteses importadas de fibra de carbono, o projeto inova com o baixo custo em relação às tradicionais, e se assemelha com a biomecânica nas fases da marcha: apoio, balanço e equilíbrio.

O protótipo está em teste e há planos para que chegue ao mercado brasileiro até o segundo semestre de 2017.

Por Cintia Alves

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+