Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
Lançamento de livro sobre Inclusão e Lei de Cotas (Crédito: Sindicato dos Comerciários)
Dia 16 de outubro de 2015 | Por Brenda Cruz | Sobre Comportamento e Notícias

Conteúdo em Libras

Texto em Português

Aconteceu no dia 21 de julho, o lançamento do livro “Trabalho de Pessoas com Deficiência e Lei de Cotas – Invisibilidade, Resistência e Qualidade da Inclusão” na sede do Sindicato dos Comerciários em São Paulo. Durante a estreia houve discurso dos autores da obra e representantes da luta pela inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

O exemplar reúne, em suas 136 páginas coloridas, dados de 18 diferentes fontes que desconstroem os cinco principais argumentos dados por empresários para a justificação da não contratação de pessoas com deficiência. A produção e levantamento de todas as referências do livro é resultado do trabalho de quase 50 pessoas, tendo como principais autores Carlos Aparício Clemente, coordenador do Espaço da Cidadania onde são desenvolvidas ações em benefício da inclusão e Sumiko Shimono, especialista em Educação Inclusiva.

Clemente, que se empenha no trabalho de inclusão há quase 15 anos, diz que o embate vai além da inserção de leis de cotas “É uma luta social contra o preconceito. O que barra as pessoas [com deficiência] de entrar no trabalho é o preconceito cultural que está na cabeça da população onde elas estiverem”, afirma. E crê que sua obra fornecerá elementos que embasam a contratação de imediato, em qualquer local, de pessoas com deficiência por empresários que acreditam, de fato, na inclusão. Servindo também de munição para sindicalistas e para o Ministério do Trabalho fundamentando as fiscalizações. “O Livro será muito útil para que nós possamos contra-argumentar com as empresas que questionam judicialmente as multas e autuações que fazemos”, diz José Carlos do Carmo, auditor fiscal do Ministério do Trabalho.

Ricardo Patah, presidente do sindicato, cedeu o espaço para receber esse evento que reforça as ações afirmativas em benefício da inclusão.

Por Renata Lins

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+