Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela

Nove cadeirantes, seis pessoas com síndrome de Down e quatro pessoas com deficiências intelectuais leves das instituições Escola de Tênis e Cadeiras na Quadra e do Núcleo Avançado de Esportes, Cultura e Lazer farão parte de um marco na história do Rio Open: serão as primeiras pessoas com deficiência a participarem da principal competição de tênis da América do Sul.

Com a finalidade de ampliar as ações sociais para a edição 2018, a organização do evento vai criar na quadra 6 do Jockey Club Brasileiro uma clínica de tênis para pessoas com deficiência. A iniciativa ministrada por Cláudia Chabalgoity, dona de nove títulos do circuito da ITF Tennis, e pelo professor de Educação Física Adaptada da Universidade Estácio de Sá Sérgio Castro acontece hoje (21/02), das 14h30 às 16h30, com a apresentação feita pela rede de telefonia Claro.

Serviço

Evento: Clínica inclusiva de tênis para pessoas com deficiência no Rio Open

Dia: 21 de fevereiro de 2018

Horário: Das 14h30 às 16h30

Local: Quadra 6 do Jockey Club Brasileiro

Endereço: Praça Santos Dumont, 31 – Rio de Janeiro

Posts Relacionados

Assine a Revista D+