Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela

Evento referência sobre esporte adaptado acontece a partir desta quinta-feira, 1º de novembro, pela primeira vez no CT Paralímpico, em São Paulo

Entre os dias 1º e 4 de novembro, acontecerá a sexta edição do Congresso Paradesportivo Internacional, um dos maiores eventos sobre inovações científicas e tecnológicas no paradesporto, organizado pela Academia Paralímpica Brasileira (APB), braço educativo do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Com recorde histórico de inscritos, o evento contará com mais de 1.700 pesquisadores, doutores, mestres e estudantes de Educação Física de oito países, 26 Estados nacionais e o Distrito Federal. O número de participantes é três vezes maior do que sua primeira edição, realizada em 2010.

Com o objetivo de promover troca de experiências, conhecimento e novidades no cenário do desporto paralímpico, os participantes do Congresso terão mais de 29 atrações durante seus quatro dias de realização. As atividades estão divididas entre minicursos, mesas redondas, bate-papo com especialistas e conferências, além de 235 projetos científicos inscritos. Para comparação, o número de projetos é 64% maior do que na última edição, quando 151 foram apresentados em Belo Horizonte em 2016.

O Congresso também contará com a participação de três grandes nomes do esporte, neurociência e tecnologia esportiva na sua programação. O professor americano Rory A. Cooper, ex-atleta paralímpico, medalha de bronze no revezamento 4x400m nos Jogos Paralímpicos de Seul 1988 e fundador do laboratório de pesquisa em engenharia humana na Universidade de Pittsburgh, doutor Edgar Morya, coordenador de pesquisas do Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS) do Instituto Santos Dumont (ISD), referência em neuroreabilitação, neurociência, neuroengenharia, neurofisiologia, eletrofisiologia, controle motor, psicofísica e acoplamento sensório-motor, e o professor Hadi Rezaei – ex-atleta e atual técnico de vôlei sentado da seleção do Irã com seis medalhas de ouro paralímpicas (três em cada função).

“Reunimos uma equipe altamente bem preparada para levar ao público o melhor conteúdo, os mais edificantes debates e as mais produtivas apresentações, para termos mais uma prova inconteste de que educação e esporte trilham caminhos indissociáveis e que tudo isso seja propagado pelo país para o fomento do desporto para pessoas com deficiência. Esperamos que tire o melhor proveito desta edição do VI Congresso Paradesportivo Internacional”, disse Mizael Conrado, presidente do CPB, que fará uma das conferências previstas para o sábado, dia 3.

Para conferir a programação completa, acesse o site oficial do Congresso: http://www.cpb.org.br/congressoparadesportivo/

 

Fonte:

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro 

Posts Relacionados

Assine a Revista D+