Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS | Leitor de Tela
Foto: Divulgação
Dia 22 de fevereiro de 2016 | Por Brenda Cruz | Sobre Cultura e Notícias

Conteúdo em Libras

Texto em Português 

Livro aborda o relacionamento de seis pessoas com seus irmãos que têm Síndrome de Down. Distribuição é gratuita

“A parcela da população que inclui pessoas com deficiência é conhecida como um‘segmento invisível’. Em vista do grande afastamento das autoridades de nosso País, somente de uns 50 anos para cá nossos filhos e amigos começaram a ser citados como pessoas. Até então, eram frequentemente segregados do convívio social. Eram o ‘segmento escondido, esquecido’. E seus direitos sequer eram levantados, quanto mais conhecidos”.

A avaliação da escritora Maria Amélia Vampré Xavier, uma das mais importantes ativistas pelos direitos da pessoa com deficiência no Brasil, faz parte do livro ‘Simplesmente Irmãos’, lançado em 2015.

“O livro foi escrito por seis irmãos de pessoas com Síndrome de Down e três profissionais da Associação Carpediem, ONG fundada por uma mãe e um grupo de profissionais envolvidos com a questão da inclusão de jovens com deficiência intelectual. A associação encerrou as atividades no ano passado”, explica Carolina Aleoni Arruda.

“O grupo de irmãos surgiu para a troca de experiências, conquistas e ideias. Era uma terapia em grupo que nos ajudava a perceber de outra forma situações corriqueiras a todos. Em uma das reuniões mensais surgiu a ideia de escrevermos um livro. Esboçamos o nosso olhar em relação aos nossos irmãos, conversamos com os pais, entrevistamos nossos irmãos e assim construímos o livro, que ficou pronto no fim de 2013. Sem patrocínio na época, ficou inviável a sua publicação”, conta a autora.

“Em 2015, por intermédio de um colega, Jean-Frédéric Pluvinage, que se prontificou a formatar o livro para leitura online, conseguimos a primeira edição”. No mesmo ano, Glória Moreira Salles, fundadora e presidente da Carpediem, conseguiu o apoio da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo para impressão de 500 exemplares, que ficaram prontos no final do ano passado.“E hoje estamos entregando para profissionais da área e famílias interessadas”, diz Carolina.

Fonte: Estadão – Vencer Limites

 

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+