Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
Destaque
Dia 10 de julho de 2017 | Por Audrey Scheiner | Sobre Notícias e Saúde

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

Ao beneficiar pessoas com deficiência auditiva em 25 países, procedimento cirúrgico denominado Ponto Ancorado no Osso foi realizado pela primeira vez no Brasil no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP/SP, no dia 30 de junho. A cirurgia consiste em um implante de titânio fixado na calota craniana, atrás da orelha. Com uma pequena e única incisão, permite uma recuperação mais rápida no pós-operatório. Quatro pacientes foram submetidos à cirurgia, realizada pelo médico otorrinolaringologista Prof. Dr. Miguel Hyppólito.

Segundo o Dr. Hyppólito, a técnica, minimamente invasiva, não é só inédita no país, mas em toda América Latina. Em até 15 minutos é possível colocar o implante auditivo. A cirurgia é feita em regime ambulatorial, onde o paciente é apenas sedado e tem a possibilidade de ir para casa no mesmo dia. “Isso minimiza todos os riscos potenciais de um procedimento cirúrgico e permite ao paciente uma recuperação rápida, podendo usufruir dos benefícios da prótese implantada em duas semanas”, afirma.

O ponto foi desenvolvido pela empresa Oticon Medical.

O ponto foi desenvolvido pela empresa Oticon Medical.

Os sistemas auditivos de condução óssea podem ser implantados em pessoas com perda auditiva decorrente de problemas na orelha externa e média ou surdez unilateral. Crianças também podem ser beneficiadas. O dispositivo foi criado para transmitir o som por condução óssea, em substituição à condução aérea presente nas pessoas com audição perfeita.

Um dos pacientes submetidos à cirurgia, realizada no dia 30 do mês passado, é Fabio José da Silva Brito, de 33 anos. Ele nasceu com perda auditiva do lado esquerdo e com o canal auditivo dos dois ouvidos fechados. Já havia feito três cirurgias de reconstrução, sem sucesso.  Por causa da deficiência, só conseguiu estudar até a 1ª série do Ensino Fundamental. “Eu tentava estudar, mas não entendia o que a professora falava e tinha muita vergonha. Estou muito feliz porque agora vou poder realizar meu sonho de voltar a estudar. Essa é a minha maior expectativa”, revelou.

O Ponto Ancorado no Osso, sistema auditivo de condução óssea desenvolvido pela Oticon Medical, é composto por três partes: um implante de titânio de 3 ou 4 milímetros; um pilar (abutment), que fica junto à pele; e um processador de som, que se conecta ao abutment por um encaixe simples, podendo ser removido sempre que houver necessidade, como para dormir ou tomar banho, por exemplo. E o que é melhor, com alta qualidade de som.

A cirurgia para implante de prótese auditiva ancorada no osso é gratuita, coberta pelo SUS. Hoje essa técnica está disponível em cerca 20 hospitais previamente selecionados para realizá-la.

Para mais informações clique aqui.

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+