Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

Ontem, 18, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e a Rede Lucy Montoro realizaram o Simpósio Latino-Americano de Reabilitação e Tecnologias Assistivas durante a Hospitalar Feira+Fórum, que acontece na Expo Center Norte, localizada na capital paulista. A feira continua hoje até às 20h.

O evento tem o objetivo de divulgar as iniciativas mais importantes em âmbito internacional para o fortalecimento da reabilitação e das tecnologias nos sistemas de saúde, com foco nas diversas condições de saúde que podem ser beneficiadas pela reabilitação e na pesquisa, desenvolvimento e mercado de tecnologias assistivas na América Latina.

Palestrante no início do simpósio, Linamara Rizzo Battistella, secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, conversou com a Revista D+ sobre as tecnologias assitivas no Brasil, que, segundo ela, tiveram bastante desenvolvimento nos últimos dez anos.

“Nós temos uma variedade de produtos adequados, uma boa distribuição feita pelo SUS e um mercado que funciona de forma satisfatória”. Linamara comenta também que isso não está sendo suficiente para alcançar todas as pessoas com deficiência e idosos que necessitam desses dispositivos. “Não estamos conseguindo alcançar a todos. Essa seria uma questão a melhorar”, comenta a secretária.

De acordo com Linamara, o desafio brasileiro é aumentar a variedade de produtos assistivos, acompanhando as tendências do mercado mundial. “Porém, com preços absolutamente acessíveis, razoáveis e com garantia de qualidade, para desenvolvermos padrões internacionais que possam garantir qualidade nas ajudas técnicas oferecidas atualmente nos hospitais e institutos”, enfatiza.

O primeiro bloco do simpósio teve a reabilitação como foco, tratou de condições de saúde que podem ser beneficiadas pela reabilitação e analisou o programa lançado no primeiro bimestre pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com conceitos e estratégias para reabilitação de pacientes no ambiente hospitalar e em regime ambulatorial e domiciliar.

O segundo bloco foi dedicado ao tema das tecnologias assistivas na América Latina com palestrantes do Brasil, Chile e Colômbia que apresentaram iniciativas de pesquisa e desenvolvimento no setor. Nesse bloco também foram abordadas a Cooperação Global e a Aliança Latino Americana pelas Tecnologias.

O espaço contou com a presença do diretor da área de reabilitação oncológica do Kessler Institute for Rehabilitation (EUA), Michel Stubblefield; do professor associado da Faculdade de Medicina de Harvard e diretor do Centro de Pesquisa do Spulding Rejabilitation Hospital (EUA), Felipe Fregn, da professora doutora de Fisiatria do Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da USP, Marta Imamura e representantes da Organização Pan-Americana da Saúde.

Serviço

Hospitalar Feira + Fórum

Local: Expo Center Norte

Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo.

Inscrições: Gratuitas.

Mais informações: www.regtron.websiteseguro.com/hospitalar/novocongresso2/index.php?ev=HOSPITALAR2017&lg.

Veja fotos do evento abaixo.

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados