Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela

[tab]
[tab_item title=”Conteúdo em Libras”]

[/tab_item]
[tab_item title=”Texto em Português”]

Ao pensar em verão, logo se imagina muita praia, frescor e aventuras nas cachoeiras. Porém, é importante lembrar os cuidados. A maior ocorrência de acidentes é com pessoas entre 25 e 45 anos. 100% sofrem lesão medular e podem se tornar tetraplégicos. Segundo levantamento da Rede de Reabilitação Lucy Montoro, em 2016, a mesma porcentagem de vítimas sofreu acidentes causados por quedas em piscina, cachoeira e água rasa.

Segundo André Sugawara, fisiatra da Rede de Reabilitação Lucy Montoro, a falta de atenção e o consumo de álcool estão entre as principais causas. “Os banhistas devem tomar cuidado ao mergulhar em águas desconhecidas e, no caso de cachoeiras, não mergulhar em águas com menos que o dobro da altura”, afirma o médico.

zcachoeiras_4-MM1

Moderação na bebida é a principal dica para tomar cuidado com quedas em piscinas e cachoeiras.

Sugawara também orienta que os usuários não entrem na água ou mergulhem embriagados, não participem ou permitam brincadeira quando estiver nadando ou mergulhando e, ao mergulhar, sempre estendam os braços ao lado da cabeça para protegê-la. “Evitar saltar de lugares muito altos e fazer saltos ornamentais também ajuda a prevenir acidentes”, complementa o fisiatra.

A Rede Lucy Montoro atende casos de lesões medulares, amputações e malformações, lesões encefálicas do adulto (LEA), traumatismo craniano e acidente vascular encefálico, paralisia cerebral e dor incapacitante. Quem tiver interesse em receber tratamento, deve procurar a unidade da Rede Lucy Montoro mais próxima da residência e apresentar encaminhamento médico de uma unidade pública de saúde.

Com atenção e bons cuidados, é possível curtir o verão sem preocupação!

[/tab_item][/tab]

Posts Relacionados