Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
Destaque Site 1600x800 px
Dia 28 de fevereiro de 2018 | Por Audrey Scheiner | Sobre Cursos, Feiras & Eventos e Notícias
Banner intérprete (2)

Ocorreu segunda (26), no auditório da Livraria Cultura do Shopping Bourbon, a palestra Vamos falar sobre métodos contraceptivos, parceria Viva Saúde, da Drogaria Pacheco com a Drogaria São Paulo. O evento teve como participantes o Dr. Drauzio Varela, que conversou com a ginecologista Dra. Patrícia Rossi e a youtuber Mariana Torquato, do canal Vai Uma Maozinha Aí, para responder questões sobre os métodos contraceptivos.

A youtuber Mariana e a Drª Parícia, mostrando para o público como funciona o DIU

A youtuber Mariana e a Drª Parícia, mostrando para o público como funciona o DIU

Durante o bate-papo, foram abordados temas como o funcionamento do corpo feminino em relação à fertilidade, como o corpo reage aos métodos contraceptivos e como a relação entre homens e mulheres pode ajudar ambos a não contraírem doenças sexualmente transmissíveis e uma gravidez indesejada.

Durante a apresentação dos métodos de contracepção da mulher, a youtuber afirmou que nunca tinha ouvido uma explicação clara sobre o DIU em consultas com ginecologistas. “Disseram-me que o DIU era um método antigo e que eu não poderia usar. Agora mudei totalmente de ideia, ele é um dos melhores métodos e pretendo ter uma nova consulta para aplicá-lo em minha vida”, afirmou.

A Youtuber exibe as duas últimas edições da Revista D+

A Youtuber exibe as duas últimas edições da Revista D+

A Dra. Patrícia Rossi relatou que sempre procura esclarecer todas as dúvidas de suas pacientes. “Procuro mostrar para elas como funciona cada método e despertar a atenção dos homens também, para que eles usem sempre a camisinha a fim de proteger a si mesmos e suas parceiras”.

Quer saber mais? Veja abaixo a seleção de métodos de contracepção.

Pílula Anticoncepcional

Muito popularizada, ela pode ser combinada ou somente de progestagênio. Eficaz como método contraceptivo, mas não previne de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Injetáveis

O tipo mensal leva estrogênio e progestagênio. Já o trimestral só tem progesterona sintética. Essa última pode causar irregularidade do ciclo e inchaço. Ambas são injeções intramusculares. Assim como a pílula, não previne de DSTs.

Adesivo

Devem ser colados na pele semanalmente durante 21 dias, perto do abdômen, coxa, nádegas, ou costas. As doses de estrogênio e progestagênio são liberadas aos poucos. O método não tão popular entre as mulheres é eficaz, mas assim como outros métodos hormonais também não previne DSTs.

DIU de Cobre

O dispositivo é colocado no útero por um ginecologista e dura até 10 anos. Não previne contra as DSTs.

Anel Vaginal

Feito de etilenovinilacetato, uma espécie de silicone, o anel combina os dois tipos de hormônio, que vão sendo liberados gradativamente. São três semanas de uso e uma de pausa. Também não previne contra as DSTs.

Camisinha Masculina

Além da contracepção, é o método importante para se proteger contra as SDTs.

Camisinha Feminina

Assim como a versão masculina, previne gravidez e DSTs.

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+