Referência em inclusão e acessibilidade!
ACESSO GRÁTIS| Leitor de Tela
Foto: Divulgação AquaBrasil
Dia 27 de outubro de 2015 | Por Cintia Alves | Sobre Notícias e Saúde

Conteúdo em Libras

Texto em Português

A água é um dos elementos essenciais para a sobrevivência humana, e pode, entre inúmeras utilidades, fazer parte de processos de reabilitação física por pessoas com deficiência ou com coordenação motora reduzida devido a algum acidente. A hidroterapia, como um método terapêutico, tem grande potencial para diminuir espasmos musculares, aumentar a flexibilidade, estimular o equilíbrio, melhorar as atividades funcionais, manter ou ganhar amplitude de movimento.

Por ser uma atividade física em que o indivíduo fica submerso na água, seu peso reduz cerca de 90% diminuindo, assim, o impacto sob as articulações. É importante destacar que esse tipo de exercício deve ser aplicado por um fisioterapeuta.

Vantagens

Flutuação: Atua no suporte de musculação enfraquecida e, progressivamente, é capaz de proporcionar resistência ao movimento na água.

A pressão hidrostática ajuda na estabilização das articulações enfraquecidas; diminui o edema; aumenta a circulação periférica, que melhora a condição da pele que foi afetada por uma imobilização e acelera a cura ao implementar a nutrição na área lesada.

Já que a circulação sanguínea aumenta com a adição de calor, em temperaturas mais elevadas (32º a 35°C), a água ajuda a diminuir o espasmo muscular, estimulando o relaxamento dos tecidos moles e, em alguns casos, reduzindo a dor.

Contraindicações

Como em qualquer exercício ou tratamento, existem algumas contraindicações para a prática da hidroterapia como: Doenças transmitidas pela água, infecções de pele, febre acima de 38º, insuficiência cardíaca, Pressão arterial descontrolada e Epilepsias.

É importante que o paciente se sinta à vontade e desenvolva intimidade com o ambiente aquático, só assim ele poderá relaxar e sentir, gradualmente, os benefícios que esse tratamento pode proporcionar.

Por Renata Lins / Fonte: Aqua Brasil

Posts Relacionados

Acesse a Revista D+